Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

7 dicas de como fazer um recrutamento inteligente

Marcelo Marcondes - Atração de Candidatos

A tecnologia está presente em diversos pontos da nossa rotina pessoal e profissional e também faz parte do processo de recrutamento e seleção. Ela é um dos pilares do recrutamento inteligente, que ajuda o RH a encontrar os candidatos ideais para preencher as vagas e resolver um dos maiores problemas das corporações: contratar pessoas com fit comportamental e técnico, gastando o mínimo de dinheiro e tempo possível.

Quer entender melhor como funciona essa modalidade? Confira neste post algumas dicas para aplicá-lo na sua organização!

O que é recrutamento inteligente?

Vamos começar esclarecendo o que realmente é um recrutamento inteligente. Trata-se de uma estratégia para atrair e contratar os talentos certos para as vagas em aberto, com forte uso da tecnologia. Por tecnologia, considere softwares e soluções digitais que auxiliam na divulgação da vaga e triagem dos currículos.

Algumas ferramentas contam com inteligência artificial, utilizando dados para encontrar o candidato mais adequado. Com isso é possível diminuir os pré-conceitos, muitas vezes inconscientes, durante a seleção, e aumentar o índice de acerto nas contratações.

Vale lembrar que o recrutamento inteligente não dispensa a participação dos profissionais de RH, capazes de fazer uma avaliação mais aprofundada e conduzir as etapas do processo seletivo dentro das necessidades corporativas.

Qual a diferença para o recrutamento operacional?

O recrutamento operacional é o mais tradicional, realizado manualmente, ou no máximo, com o auxílio de planilhas eletrônicas. Já o recrutamento inteligente surge quase como uma versão atualizada e melhorada do recrutamento tradicional, que utiliza as soluções digitais disponíveis para promover um processo mais direcionado e eficiente.

Quais são as vantagens do recrutamento inteligente?

A utilização de tecnologia avançada traz diversos benefícios para o processo seletivo. Destacamos aqui os principais.

Escolha do candidato com maior adesão à vaga

Por mais que haja cuidado durante a seleção do profissional, qualquer RH está sujeito a errar durante a seleção, escolhendo um candidato que não tem fit cultural e precisando repetir o processo novamente em poucos meses.

Com o recrutamento inteligente, as chances de que isso aconteça diminuem muito, já que o software é capaz de fazer uma triagem muito mais fiel às necessidades corporativas.

Construção de um banco de dados

Fica muito difícil organizar e classificar currículos que são enviados por e-mail, por exemplo. Com o software adequado, essa indexação é bastante facilitada, permitindo a construção de um banco de dados que pode agilizar bastante as próximas seleções.

Dessa maneira, o recrutador consegue aplicar rapidamente um filtro para localizar pessoas compatíveis à vaga e que já tenham participado de entrevistas e dinâmicas.

Redução do tempo de contratação

Com o recrutamento inteligente, é possível reduzir bastante o pool de candidatos, mas com foco no perfil que a empresa procura. Ou seja, os recrutadores precisam escolher as pessoas ideais dentro de um grupo menor, mas mais alinhados à vaga.

Isso ajuda muito a otimizar o processo, reduzindo o tempo para contratação em duas ou três vezes.

Gestão de vagas facilitada

Com um dashboard capaz de informar os dados mais importantes sobre a seleção, o preenchimento das vagas é melhor administrado. Tanto a divulgação é feita com maior direcionamento, quanto os recrutadores conseguem ter uma visão mais ampla do processo, identificando gargalos e promovendo melhorias.

Como fazer o recrutamento inteligente?

Confira algumas dicas para aplicar essa modalidade de recrutamento na sua organização.

1. Divulgue as vagas pela web

Se alguns anos atrás, as pessoas procuravam por vagas de emprego em jornais e placas na frente das empresas, hoje elas utilizam majoritariamente a web para isso.

Portanto, é essencial que a sua corporação publique as oportunidades nos espaços certos, como redes sociais, portais de vaga, página de “trabalhe conosco” da empresa, etc.

Procure sempre alinhar o anúncio ao perfil de profissional buscado. Por exemplo, o Facebook é ótimo para vagas operacionais, graças ao acesso por um grande número de pessoas. Já o Linkedin é ótimo para encontrar profissionais mais qualificados.

2.Otimize a triagem de currículos

Com os softwares de recrutamento e seleção, é possível programar as habilidades buscadas nos candidatos. A ferramenta já faz essa busca automaticamente, poupando bastante tempo dos profissionais de Recursos Humanos.

Com isso, é possível focar nas avaliações mais subjetivas, como as comportamentais, tão ou mais importantes que a análise das competências técnicas para uma contratação assertiva.

3. Use a tecnologia na avaliação de soft skills

Já que falamos em habilidades comportamentais, vale a pena citar que o recrutamento inteligente também pode ser usado para uma triagem prévia das competências subjetivas dos candidatos à vaga.

Algumas soluções permitem a aplicação de testes já durante o processo de envio de currículos. Essas avaliações ajudam a diminuir o número de profissionais nas próximas fases da seleção, sempre considerando os pré-requisitos determinados pela empresa para a vaga.

4. Realize as entrevistas à distância

O crescimento do trabalho remoto abriu espaço para que diversos procedimentos sejam realizados à distância, o que inclui o processo seletivo.

Com as entrevistas por aplicativos de vídeo, você pode promover uma seleção muito mais dinâmica e incluir profissionais que estão fora do raio geográfico da empresa, como pessoas de outros estados e até países.

Essa possibilidade vale muito para quem tem dificuldade de encontrar pessoas qualificadas para a vaga, e para trabalhos que não exijam a presença física do colaborador.

5. Acompanhe os resultados

Ter métricas que ajudem a identificar o sucesso da seleção, e acompanhar os diversos fatores que influenciam o resultado, ajudam muito a melhorar os métodos aplicados pelo RH. Assim, é possível alcançar um processo cada vez mais enxuto e preciso. 

Para isso, é preciso contar com um dashboard, que traga todas as informações necessárias. Essa característica só é presente em recrutamentos inteligentes, afinal, a coleta e comparação desses dados requer o uso de uma tecnologia avançada.

6. Reforce a marca empregadora

Também conhecida como employer branding, a marca empregadora é a reputação que a corporação tem entre os profissionais. Isso envolve diversos fatores, como o clima organizacional, plano de carreira, salários e benefícios, entre outros.

Com uma marca empregadora forte, os talentos melhor preparados vão ter a sua organização como meta de carreira, o que ajuda muito a chamar a atenção dos melhores trabalhadores e a realizar um recrutamento de sucesso.

A partir do momento em que uma organização é vista como um ótimo lugar para trabalhar, a tendência é que atraia profissionais cada vez melhores, passe a contar com processos produtivos mais inovadores e, por consequência, consiga entregar mais qualidade aos clientes, conquistando um espaço cativo em um mercado altamente competitivo.

7. Conte com uma boa tecnologia

Como dissemos logo no começo deste post, o recrutamento inteligente baseia-se no uso da tecnologia para acelerar a escolha do candidato ideal, além de torná-la mais precisa.

Portanto, contar com uma solução realmente eficiente é indispensável para isso.

Busque por uma empresa que tenha uma boa reputação no mercado e que ofereça ferramentas realmente úteis.

Não confunda essa solução com portais de vagas ou serviços de seleção. A ferramenta tecnológica funciona como um aplicativo que melhora a experiência de candidatos e recrutadores, mas mantém o controle do processo nas mãos da empresa.

Como o Taqe pode ajudar no processo de recrutamento e seleção?

O software do Taqe traz diversas aplicações que podem reduzir o tempo gasto na escolha do próximo funcionário em até 5 vezes. 

Com ele, o processo é automatizado, com o uso de dados que permitem filtrar os perfis de acordo com as competências de cada vaga. O processo é todo digitalizado, para que você não precise mais consultar milhares de e-mails e organizar um volume enorme de informações em planilhas.

Além disso, a solução oferece testes com os candidatos, que podem ser feitos diretamente do celular. Também permite a realização de entrevistas online, além da integração com os maiores portais de divulgação de vagas, para que os anúncios cheguem às pessoas que a empresa procura.

Todos esses aspectos contribuem muito para a realização de um recrutamento inteligente, que realmente ajude na formação de equipes coesas, produtivas e engajadas.

Que tal obter essas facilidades?

E você, o que acha que é preciso melhorar no recrutamento e seleção da sua empresa? Adotar uma atração inteligente de profissionais certamente é um grande passo em prol de um caminho mais moderno, capaz de acompanhar a velocidade do mercado atual.

Com o Taqe, você tem a ferramenta ideal para realizar um recrutamento inteligente. Aproveite para fazer um teste gratuito e perceber isso na prática!

Topics: Atração, Recrutamento e seleção, Processo Seletivo

Nova call to action