Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

A empatia é vital para uma liderança eficaz Descubra como aplicâ-la

Leticia Moura

A inteligência emocional é sem dúvida uma das características mais importantes que os líderes devem possuir. Uma parte integrante disso é a capacidade de ter empatia e entender como os outros se sentem.

Líderes que realmente entendem seus funcionários e fornecem o que precisam para ter sucesso constroem relacionamentos duradouros. E como esses relacionamentos se baseiam na confiança e no respeito mútuo, há maior colaboração e maior produtividade.

A pandemia do COVID-19 iluminou o papel que a empatia desempenha na liderança - em governos e empresas. Uma coisa que ficou clara é que os líderes que demonstraram empatia por essa crise foram os mais eficazes.

Jacinda Ardern, a primeira ministra da Nova Zelândia, é um ótimo exemplo. Durante a crise, ela realizou reuniões regulares, formais e informais (a última usando o Facebook Live). Suas conversas no Facebook Live se tornaram populares entre os neozelandeses porque mostram que ela é humana, assim como nós.

Ela falou sobre suas próprias preocupações com sua família, a ciência por trás das decisões do governo e as dificuldades que o bloqueio traz. Ardern mantém suas atualizações positivas e inspiradoras e exorta as pessoas a se unirem. E, o mais importante, ela ouve o que as pessoas têm a dizer.

Sua abordagem parece estar funcionando. O país teve um dos bloqueios mais rigorosos do mundo, com playgrounds, praias, escolas e empresas todos fechados em um ponto. A decisão de encerrar tão cedo, juntamente com a maneira como Ardern demonstrou empatia em suas constantes atualizações, foi elogiada por muitos. De fato, 87% das pessoas aprovaram a maneira como o governo da Nova Zelândia está respondendo à pandemia, segundo o pesquisador Colmar Brunton.

Por que a empatia funciona?

As organizações com equipes de liderança que não têm empatia têm altas taxas de rotatividade de pessoal. Afinal, quem quer trabalhar para uma empresa que não entende como se sente e é incapaz de atender às suas necessidades? Não aceite nossa palavra: 

  • 82% dos funcionários considerariam deixar o emprego para uma organização mais empática, de acordo com uma pesquisa da Businessolver,
  • 78% dos funcionários trabalhariam mais horas para um empregador mais empático. 

O caso de negócios fala por si! Aqui estão algumas considerações ao incorporar empatia no local de trabalho:

A comunicação é fundamental

Comunique-se regularmente e, em tempos de crise, se comunique demais. Todos terão que se ajustar, por isso é importante que, em seu papel de líder, você não apenas mantenha todos atualizados sobre o que está acontecendo, mas também procure entrar em contato com eles. Seja transparente em todas as suas comunicações.

Ouça sem julgamento

Quando digo que ouço, quero dizer realmente ouvir o que seus funcionários têm a dizer. É fácil formular uma resposta enquanto você ouve alguém. Em vez disso, aguarde até que terminem e repita o que eles disseram para garantir que você entenda completamente. Então responda. Isso não apenas mostra que você ouviu, mas também permite a confirmação do que eles disseram. Você pode então propor um curso de ação que ajude. Fazer um esforço genuíno para ouvir e responder com base no que você ouviu mostra verdadeira empatia. Os funcionários se sentirão respeitados e cuidados.

Tudo bem não estar bem

Lembre às pessoas que não há problema em ter emoções e se apoiar nos outros quando necessário. A saúde mental é importante, e mais ainda durante períodos de incerteza. Invista em recursos de saúde mental e peça a defensores da saúde mental que iniciem a conversa e incentivem as pessoas a obter ajuda, se necessário. Os campeões também podem informar às organizações quais áreas, se houver alguma, precisam melhorar e incentivar comportamentos saudáveis ​​por meio de workshops e sessões de treinamento. Em resumo, trata-se de normalizar a saúde mental e mostrar compaixão para que as pessoas se sintam à vontade em procurar ajuda e conselhos quando precisarem.

Lidere pelo exemplo

As pessoas olham para seus líderes e, se você não tem medo de mostrar suas emoções, elas fazem o mesmo. Eles correspondem à sua abertura. Você precisa praticar o que prega quando se trata de bem-estar. Se sua equipe vê que você faz uma pausa no trabalho para se cuidar, eles verão que está tudo bem e seguirão o exemplo.

Incentivar o bem-estar

 

As iniciativas de bem-estar têm um papel importante a desempenhar, ajudando as pessoas a se sentirem saudáveis, tanto física quanto mentalmente. De sessões de ioga em grupo virtual a dicas de gerenciamento de dinheiro e workshops de investimento em aposentadoria, todos esses sistemas de suporte podem ajudar. As iniciativas de bem-estar são importantes para os funcionários, especialmente em tempos turbulentos. É quando as pessoas têm mais probabilidade de procurar recursos. Receba regularmente comentários dos funcionários para garantir que você inclua itens que eles considerem úteis.

Acompanhamento é fundamental

Se alguém confiou em você, acompanhe para ver como eles estão. Eles podem precisar de mais apoio, mas podem ter medo de perguntar, e você poderá fazer sugestões para levá-los a resolver seus estressores. Se nada mais, as pessoas apreciarão que você reservou um tempo para verificar se está bem e será mais provável que busquem ajuda no futuro.

Seja flexível

A flexibilidade é extremamente importante quando se trata de liderança em um momento estressante. Se as pessoas têm problemas com o cuidado da criança ou precisam cuidar de familiares doentes, a flexibilidade mostra que você se preocupa com a pessoa e não apenas com o impacto que a situação terá nos negócios. Estamos juntos nisso e ficaremos mais fortes se nos unirmos durante esse período.

Ninguém poderia prever o impacto que o COVID-19 teria, mas essa crise, como tudo o que aconteceu antes, é temporária. Liderar com empatia ajudará você e suas equipes a superar isso.

Fonte: Forbes.com

Topics: Gestão de pessoas

Nova call to action

Conteúdo exclusivo sobre RH! Inscreva-se:

Últimos Posts