Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

A transformação digital está assumindo o controle. Devo me preocupar?

Cauri Iwamoto

Tudo está mudando: a maneira como trabalhamos, a estratégia da empresa, a maneira como lideramos, as habilidades de nossos funcionários, o ambiente de trabalho e muito mais.

Olhando para o futuro, e à medida que o espaço tecnológico continua evoluindo rapidamente, não apenas precisaremos de habilidades diferentes como líderes, mas também nossos funcionários exigirão habilidades diferentes. Uma parte importante da resolução de parte desse território desconhecido é conduzir a mudança estrategicamente e se concentrar no relacionamento dos trabalhadores com as novas tecnologias.

Em alguns casos, o ponto fraco da transformação digital corporativa é encontrado na mudança organizacional. A gerência nem sempre reconhece que apenas orquestrar e permitir o acesso a novas ferramentas digitais - sem treinamento e suporte adequados dos funcionários - pode ser uma receita para o desastre.

Uma das melhores citações relacionadas ao setor que eu já ouvi diz respeito à importância de garantir que você reserve um tempo para fazer a transição cuidadosa de seus funcionários para o processo de transformação digital foi do Eddie Smith. Smith é diretor de operações da Kuhn Krause e disse aos participantes em um evento do Connected Manufacturing Forum em Austin, TX,: "Você não pode dar bife a um bebê. É preciso fazer a transição do leite para o bife ao longo do tempo.” Os funcionários devem estar prontos para a mudança e cabe à equipe executiva garantir que isso aconteça.

Com isso em mente, os líderes devem perceber que a faceta mais desafiadora do processo de transformação digital não é apenas aprender a dominar as novas tecnologias é na verdade gerenciar toda a mudança que vem com elas. E o mais importante, convencer os funcionários a adotá-lo.

Um relatório digital do Center for Creative Leadership relatou que o maior desafio que as empresas enfrentam nos esforços de transformação digital são as habilidades internas insuficientes. Em outra pesquisa, realizada pelo analista principal Brian Solis, 2018/2019 State of Digital Transformation Altimeter Report, 26% dos entrevistados disseram que as questões culturais "apresentam dificuldades notáveis, com pontos de vista relacionados com a resistência à mudança".

O que essas estatísticas revelam? A maioria das organizações não têm uma orientação clara sobre o que seus funcionários precisam saber e fazer para serem viáveis ​​no futuro.

Seja um agente de mudanças: incentive seus funcionários a começar a caminhar em direção à mudança

Quando sua estratégia digital não é suportada por práticas prontas para os funcionários, podem surgir problemas. Os líderes devem visualizar a transformação digital no que se refere a toda a organização, e um novo trabalho deve ser implementado para manter o modelo no lugar. Em outras palavras, considere como sua equipe pode ter a oportunidade (e se espera) de adotar novos comportamentos.

O objetivo final deve ser menos sobre como sua organização vai mudar e mais sobre como você pode convencer seus funcionários a navegar pelas mudanças e obter êxito do outro lado. Isso também significa uma ênfase no gerenciamento de mudanças, que se concentra em prioridades, hábitos e sistemas.

Embora alguns líderes possam hesitar em mergulhar de cabeça - talvez pensando que os funcionários não estejam dispostos a se adaptar ou aprender novos processos -, eles devem adotar uma abordagem de cima para baixo combinada com transformação digital para criar mudanças culturais como parte do plano geral. A gerência deve evitar pensar que os planos organizacionais tradicionais, como aqueles focados em bandagens reativas à medida que surgem, são adequados - eles não são.

Então, por onde você começa? Para iniciantes, repensar o modelo de liderança da sua organização, bem como o seu modelo de cultura. Como líder, pergunte a si mesmo como esse modelo deve ser o que se relaciona com os principais comportamentos nos quais você deseja se concentrar para obter o sucesso final.

Além disso, concentre-se em promover uma mentalidade de risco por meio de sua estratégia de liderança. Não tenha medo de deixar seu pessoal falhar. Incentive-os a assumir riscos.

Aqui estão várias outras áreas a serem lembradas:

Repensar o modelo geral de liderança e cultura da sua organização

Defina o que será necessário para ter sucesso e “contrate, ative e desenvolva”. Concentre-se em comunicação, colaboração, gerenciamento de mudanças, construção de relacionamento, perspicácia nos negócios e inovação.

Promover a estratégia de experimentação

Os programas de desenvolvimento de liderança devem ser interdisciplinares e focar em inovações de novos produtos e serviços. Incentive correr riscos riscos e a experimentação, para que os trabalhadores desenvolvam novas habilidades. Mais importante, torne a falha de riscos segura para os funcionários.

Garanta que seu modelo de liderança / modelo de cultura inclua gerenciamento de mudanças

Essa é uma das habilidades essenciais para os líderes e geralmente é negligenciada. Torne-se um agente de mudança e mergulhe nessa área de conhecimento. Não importa qual modelo você escolher usar como sua espinha dorsal; é mais crucial fazer do gerenciamento de mudanças uma prioridade em sua estratégia geral de negócios.

Institua uma mentalidade de crescimento

Concentre-se em soluções em vez de problemas. Mantenha-se aberto e determinado, em vez de ansioso e defensivo. Seja motivado por emoções negativas, em vez de se sentir descarrilado por elas.

Mudar é difícil, então tenha um plano

No final do dia, a transformação digital é cultivar o talento necessário para administrar sua organização ao longo da jornada.

Em vez de ser restringida por modelos e roteiros tradicionais, a transformação digital requer uma abordagem mais ambiciosa, na qual uma empresa pode refluir e fluir à medida que a visão evolui. O obstáculo mais significativo a ser superado é que tipo de mudança organizacional os funcionários podem ou não lidar.

O objetivo final deve ser cultivar e promover uma força de trabalho que não apenas possa se adaptar rapidamente, seja confortável com as mudanças e colaborativa, mas também consista em trabalhadores motivados que não tenham medo de correr riscos no futuro.

https://www.forbes.com/sites/forbeshumanresourcescouncil/2019/08/12/digital-transformation-is-taking-over-should-you-be-worried/#27c8d3b35d3e

Topics: Recursos Humanos, Recrutamento e seleção, Gestão de pessoas

Nova call to action

Conteúdo exclusivo sobre RH! Inscreva-se:

Últimos Posts