Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Como criar confiança no processo de recrutamento

Cauri Iwamoto

A maioria das pessoas diria que a confiança é incrivelmente importante para elas. É um valor que vai ao âmago de quem pensamos que somos e como interagimos. Ela afeta as decisões que tomamos todos os dias: de quem comprar e com quem gastar nosso tempo. Também afeta as decisões que não damos muita atenção. Cada vez que entramos no carro, confiamos que os freios estão funcionando e que outros motoristas provavelmente se comportarão com responsabilidade. Mas o que realmente significa confiança? E podemos incorporá-lo ao processo de recrutamento?

Nova call to action

As pessoas costumam falar sobre ganhar confiança. Especialmente quando a confiança é perdida ou prejudicada, falamos em recuperar a confiança de alguém. O que aprendi ao ouvir Rachel Botsman, que é uma autoridade em confiança, falar em uma conferência é que a confiança não é conquistada; é dada. Em outras palavras, para eu demonstrar que farei o que eu disse que faria, você precisa me permitir fazer isso primeiro. Essa confiança não foi conquistada, foi de fato dada. Por exemplo, um líder organizacional pode querer que eu ganhe sua confiança, organizando algumas entrevistas para candidatos. Não posso fazer isso sem a permissão dele e, nesse ponto, ele já decidiu confiar em mim.

A segunda coisa chave que aprendi ao ouvir Rachel falar é que transparência não é o antídoto da confiança. Não posso simplesmente aumentar a transparência no processo de recrutamento para fazer com que candidatos ou gerentes de contratação confiem mais. Então, como fazer? Veremos agora.

Como os recrutadores podem aumentar a confiança

A primeira maneira pela qual os recrutadores podem ganhar confiança é ouvindo. Por que alguém confia em mim se eu não ouvir o que eles precisam? Ouvir é uma habilidade frequentemente esquecida no recrutamento, à medida que os recrutadores correm para passar para a próxima ligação ou vender os benefícios de qualquer posição que estejam oferecendo. Ao ouvir e demonstrar que compreendi o candidato ou gerente, posso começar a ganhar mais confiança no processo.

Não vender é outra maneira importante de criar confiança no processo. Mudar de emprego geralmente é uma decisão importante da vida. É fácil para os recrutadores esquecerem isso, pois lidamos com essas decisões várias vezes ao dia. Quando um candidato pensa em se candidatar a um novo emprego, provavelmente já pensa em fazê-lo há vários meses. Eles querem sentir que estão tomando a decisão certa e estão trabalhando com alguém que pode ajudá-los a alcançar seus objetivos recém-definidos. Eles não querem sentir que entraram em um ambiente de vendas ou se tornaram uma mercadoria. É importante falar sobre os prós e os contras de uma posição e como isso se alinha com seus objetivos. Na minha experiência, um candidato ou cliente que sente que o recrutador não tem seus melhores interesses no coração nunca confiará totalmente nesse recrutador, mesmo se prosseguir com a relação de trabalho.

Nova call to action

O feedback é uma maneira essencial de criar confiança no processo de recrutamento. Os candidatos geralmente reclamam que não recebem feedback suficiente durante toda a experiência de inscrição e entrevista. Ao compartilhar comentários, os recrutadores podem realmente demonstrar que respeitam o tempo do candidato. Isso mostra que eles se preocupam com sua experiência. Fundamentalmente, também mostra que o gerente de contratação se sente da mesma maneira. Esse feedback pode abrir uma conversa sobre a melhor maneira de avançar para a próxima etapa, seja outra entrevista ou outra função. É aqui que a confiança pode realmente ser construída, pois o feedback se transforma em conselhos.

Isso me leva à minha sugestão final de construir confiança nesse processo, que é mostrar respeito pelo tempo que alguém está gastando para solicitar uma nova posição. Procurar emprego é demorado, e participar de entrevistas envolve abrir mão do tempo pessoal. Compreender isso e, sempre que possível, trabalhar com a agenda de um candidato, pode ajudar a criar essa confiança.

Os recrutadores também precisam ter algum respeito pelo seu próprio tempo. Muitas vezes vejo recrutadores perseguindo candidatos para currículos ou entrevistas e sendo ignorados. O fechamento respeitoso desse processo até que ambas as partes estejam em condições de avançar mostra respeito pelo tempo de todos e pode ajudar a criar confiança na qualidade desse recrutador. Recrutadores bem-sucedidos e ocupados não têm tempo para perseguir candidatos que não estão realmente prontos para mudar de emprego. Esse respeito pelo tempo do candidato ajudará a construir um relacionamento como um parceiro confiável.

À medida que avançamos para um mundo em que a IA no processo de recrutamento se torna normal, a confiança se torna cada vez mais importante. A conexão humana no processo de recrutamento precisa agregar valor. Ao usar essas táticas para reformular o processo de pensamento sobre confiança, candidatos e empresas descobrirão que os recrutadores são capazes de oferecer esse valor.

Fonte: https://www.forbes.com

Topics: Recrutamento e seleção

Nova call to action

Conteúdo exclusivo sobre RH! Inscreva-se:

Últimos Posts