Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Metodologia DISC: TUDO o que você precisa saber para aplicá-la

Ana Maria Correa

índice:

Não é novidade, principalmente para os profissionais de recrutamento e seleção, que cada pessoa tem o seu estilo e perfil comportamental. Entretanto, até pouco tempo atrás, os recrutadores estavam em busca e focados apenas em habilidades técnicas e formação profissional. Atualmente, esses quesitos são importantes, mas para uma contratação de sucesso, eles devem ser combinados com o perfil comportamental adequado para a vaga a ser preenchida.

Todas as pessoas têm potencial para o sucesso, basta elas realizarem atividades e encontrarem um ambiente que esteja alinhado com o seu perfil comportamental. Se você está em busca de uma ferramenta que tem alto índice de precisão para detectar as características comportamentais dos candidatos, acabou de encontrar! Venha conhecer tudo sobre a Metodologia DiSC e desenvolva uma entrevista semiestruturada para o seu processo de seleção ou de desenvolvimento profissional e autoconhecimento dos seus atuais colaboradores.

 O que é a metodologia DiSC?

A metodologia DiSC é uma ferramenta de avaliação pessoal e é utilizada por mais de 1 milhão de pessoas todos os anos. O objetivo desta metodologia é identificar o perfil de comportamento dominante de um colaborador. Esse conhecimento pode melhorar a produtividade, o trabalho em equipe e a comunicação entre os colaboradores. Um dos pontos fortes da ferramenta é que ela é livre de julgamentos e preconceitos.

O modelo DiSC oferece uma linguagem simples e comum para as pessoas entenderem melhor a si mesmas levando em consideração o seu perfil comportamental e, conseguir adaptar o seu perfil com o de outras pessoas, trazendo mais harmonia e equilíbrio em relacionamentos corporativos e pessoais.

Para um melhor entendimento, vamos deixar claro o que a metodologia DiSC mede:

  •  Comportamentos e emoções que têm características que podem ser observadas.
  • As 4 categorias descritas por William Moulton Marston: Dominância (D), Influência (I), Estabilidade (S -Steadiness) e Conformidade (C- Compliance) – veremos nos próximos tópicos cada uma de forma detalhada.
  • As nossas decisões sobre ações e comportamentos que refletem quem somos e oferece informações profundas para aqueles que querem nos entender melhor.
  • O quão fácil ou difícil é para cada um dos perfis realizar alguma ação.

Agora, vamos descrever o que a metodologia DiSC não mede:

  • Inteligência emocional;
  • Competências;
  • Aptidão;
  • Ética;
  • Valores;
  • Conhecimento;
  • Resiliência;
  • Experiência profissional;
  • Entre outros.

Vamos entender na prática como isso funciona?

O que é um mapeamento de perfil?

Como veremos ao longo deste conteúdo, através do mapeamento de perfil pode-se ter informações sobre pontos fortes e fracos das pessoas e as melhores formas de nos comunicarmos com elas.

Todos nós temos um perfil dominante que é definido pelo nosso comportamento, pela forma como pensamos e pelas ações que tomamos. O mapeamento de perfil é feito através de estudos teóricos da Psicologia. A parte prática fica por conta de questionários ou ferramentas que tem como finalidade identificar as competências comportamentais e definir o perfil dominante e secundário que cada um de nós tem.

Trazendo o conceito para a área de recrutamento e seleção, o mapeamento de perfil é usado para formar e identificar “grupos” com diferentes perfis para formação de equipes. Outra possibilidade é a identificação dos perfis dos atuais colaboradores, o que ajuda não só conhecer melhor o seu público interno, como também decidir quais perfis a equipe de recrutamento e seleção deve buscar para novas vagas em aberto.

Como surgiu a Metodologia DiSC

A primeira vez que a metodologia foi proposta foi no século 20, entretanto até hoje ela é estudada e melhorada para tornar a ferramenta cada vez mais confiável dentro das organizações. Conheça a interessante evolução da Metodologia DiSC.

Em 1928, quando o PhD em Psicologia fisiológica (Universidade de Harvard), Willian Moulton Marston, publicou o livro “As Emoções das Pessoas Normais” , onde ele aborda a teoria de que as emoções humanas “normais” levam aos diferentes comportamentos dentro de um grupo de pessoas. Marston ainda defendeu que o comportamento pode mudar ao longo do tempo. Seu objetivo era ajudar as pessoas a gerenciar suas experiências e relacionamentos através da psicologia e de elementos que poderiam ser observados e mensurados.

A própria sigla DiSC foi criada por Marston, e elas significam as 4 categorias do comportamento emocional humano: Dominância (D), Influência (I), Estabilidade (S -Steadiness) e Conformidade ©. No próximo tópico abordaremos em detalhes o significado de cada uma das categorias.

Até então Marston tinha criado apenas a metodologia na visão teórica, sem disponibilizar um instrumento de avaliação desses perfis, ou seja, sem o verdadeiro teste de perfil comportamental. Walter V Clarke, em 1948, criou uma lista de adjetivos (Activity Vector Analysis) baseada nas 4 categorias criadas por Marston. As pessoas eram convidadas a marcar os adjetivos que consideravam verdadeiros nelas e essa ferramenta era destinada à seleção de pessoas nas empresas e até pelos militares dos Estados Unidos para recrutar soldados durante a Segunda Guerra Mundial.

Uma nova versão da ferramenta de avaliação foi desenvolvida por Clarke, desta vez para o uso comercial. Ao invés de utilizar uma lista de adjetivos, forçava os participantes a escolher entre dois termos quais se encaixava melhor na visão deles, levando em consideração os seus comportamentos. Nascia então o que era chamado de “Self Description”, que foi adicionada como mais um instrumento baseado na metodologia DiSC.

Na década de 70, surgiu a primeira editora (Performax) de uma avaliação DiSC. Graças aos estudos de John Geier, que criou o PPS – Personal Profile System, e aprimorou os 15 padrões básicos da lista criada por Clarke. A editora ganhou outra nomenclatura, sendo oficialmente conhecida como Inscape Publishing. Essa época foi marcada pela melhora de confiabilidade desta ferramenta, onde itens foram adicionados e retirados da lista de Clarke.

Foi em 1994 que essa nova versão foi lançada, com o nome de Personal Profile System 2800 Series (PPS 2800) e chegou para instigar a autoconsciência do indivíduo e trazer informações que poderiam ajudá-lo a entender melhor suas relações profissionais e pessoais. Essa ferramenta se tornou de auto pontuação e interpretação e foi novamente nomeada, conhecida como DiSC Classic.

Do papel para o digital

Em 2003, acompanhando a tendência digital, a ferramenta foi lançada na versão online e com um feedback mais completo, ficou conhecido como DiSC Classic 2.0.

O DiSC hoje possui uma família de produtos, conhecido como Everything DiSC, lançado, pela Inscape Publishing, em 2007. As evoluções da ferramenta são constantes e já foram introduzidos relatórios com informações relevantes como tendências e padrões comportamentais dentro uma dinâmica de grupo, tudo de forma personalizada.

Últimos lançamentos DiSC

Em 2017 foi lançado mais um produto, o Everything DiSC Productive Conflict, que tem como base de que o conflito é inevitável o local de trabalho. Por isso, essa ferramenta, ao invés de auxiliar em um passo a passo para resolução de conflito, ajuda os colaboradores a reprimir os comportamentos destrutivos, levando a resolução do conflito para um caminho mais produtivo, com melhora de resultado e fortalecimento dos relacionamentos dentro do grupo de trabalho.

Os líderes agora possuem um DiSC direcionado. O Everything DiSC Work of Leaders é a ferramenta DiSC mais pesquisada até o momento. Com esse teste é possível descobrir que tipo de líder DiSC você é e aprender em como ser um líder melhor levando em consideração um processo de três etapas: visão, alinhamento e execução.

O MyEverythingDisc.com permite que os usuários possam visualizar e compartilhar seus perfis comportamentais e criar relatórios de comparação de diferentes avaliações DiSC feita por eles.

Como podemos ver, a metodologia DiSC está em constante evolução acompanhando o movimento intenso do desenvolvimento humano e corporativo. É uma das ferramentas mais usadas no mundo inteiro quando o assunto é perfil comportamental dentro dos negócios.

DISC: O que significa cada letra?

Agora é hora de entendermos melhor o que significa cada letra da sigla DiSC. Resumimos os perfis de cada letra. Há muitas outras informações adicionais que podem ser acessadas através dos relatórios completos personalizados que são fornecidos ao final dos testes. Veja de forma sucinta o que significa cada letra:

D – Dominância

A principal característica deste perfil é que ele é orientado à resultados.

Uma pessoa com perfil D:

  • É motivada pela competição, pela vitória e pelo sucesso;
  • Vê a situação geral;
  • Aceita desafios e foca na ação e obtenção de resultados imediatos;
  •  É descrito como direto, exigente, determinado, autoconfiante e energético;
  • Tem dificuldade de se preocupar com os outros, é impaciente e é aberto ao ceticismo;
  • Valoriza a competência, os resultados tangíveis e concretos, liberdade pessoal e os desafios.

As metas do perfil D:

  • Alcançar objetivos propostos;
  • Novas oportunidades;
  • Ter independência;
  • Ter controle.

O perfil D tem mais dificuldade de:

  • Ser paciente;
  • Demonstrar sensibilidade;
  • Ser detalhista.

Como se comunicar com o perfil D: Ao conversar com esse perfil, é importante destacar o resultado final, ser breve e evitar generalizações. O perfil D não tem paciência para ouvir repetidamente as mesmas informações. Ao se comunicar, foque nas soluções e não nos problemas.

Padrão Disc Classic: desenvolvedor, orientado a resultados, inspirado e criativo.

Estilo de liderança: comandante, resoluto e pioneiro.

I – Influência

A principal característica deste perfil é que ele tem forte influência dentro de um grupo, ou seja, tem alto poder de persuasão.

Uma pessoa com perfil I:

  • É convincente, entusiasta, confiante e otimista;
  • Gosta de ação, colaboração e expressa entusiasmo perante as tarefas;
  • Valoriza o reconhecimento social e atividades em grupo;
  • Tem medo de perder a influência, de sofrer desaprovação e ser ignorado pelo grupo;
  • Defende a liberdade de expressão e relações que são democráticas;
  • Tem dificuldade de ser organizado, de fazer o acompanhamento contínuo e toma.

As metas do perfil I:

  • Quer ser popular, ter autoridade e prestígio;
  • Ter amizades dentro do grupo;
  • Gosta de alcançar vitórias com talento.

O perfil I tem mais dificuldade de:

  • Pesquisar fatos;
  • Falar de forma direta e sincera;
  • Manter o foco;
  • Seguir completamente o passo a passo de procedimentos e tarefas.

Como se comunicar com o perfil I: Ao conversar com esse perfil, é importante que você evite interrompê-lo. Foque em compartilhar suas experiências, mas sem muitos detalhes e deixe a conversa aberta para receber as perguntas que ele terá para fazer. Dê atenção aos aspectos positivos.

Padrão Disc Classic: promotor, conselheiro, avaliador.

Estilo de liderança: energizante, pioneiro e afirmativo.

 

S – Estabilidade

A principal característica deste perfil é a estabilidade. Ou seja, eles gostam de ter rotinas, gostam de cooperar e não lidam muito bem com mudanças.

Uma pessoa com perfil S:

  • Tem como grande motivação a cooperação e as oportunidades para ajudar o próximo;
  •  Prioriza dar suporte e colaborar com a equipe para manter a estabilidade sempre;
  • É descrito como uma pessoa calma, previsível, paciente, estável e consciente;
  • Valoriza a lealdade, a ajuda ao próximo e a segurança;
  • Tem dificuldade de lidar com mudança, com perda de estabilidade e é bastante indeciso;
  • Tem medo de ofender as pessoas em sua volta.

As metas do perfil S:

  • Ser aceito no grupo;
  • Alcançar realizações pessoais;
  • Ter poder através de papéis e posições de autoridade

O perfil S tem mais dificuldade de:

  •  Adaptar-se a mudanças;
  • Lidar com situações onde as expectativas estejam claras;
  • Ser multitarefa;
  • Auto promover-se;
  • Enfrentar conflitos;
  • Falar de forma direta e sincera;
  • Manter o foco;
  • Seguir completamente o passo a passo de procedimentos e tarefas.

Como se comunicar com o perfil S: Ao conversar com esse perfil, é importante que você mantenha um tom pessoal, expresse suas expectativas do que espera deles, de maneira clara e tenha paciência para responder perguntas de esclarecimento. Mantenha-se sempre educado, amável e evite qualquer tom agressivo, rude ou confrontador.

Padrão Disc Classic: especialistas, investigador, executor.

Estilo de liderança: inclusivo, humilde e afirmativo.

 

C – Conformidade

A principal característica deste perfil o gosto por seguir normas e regras.

Uma pessoa com perfil C:

  • É motivado por buscar conhecimento;
  • Gosta de mostrar que tem conhecimento através da produção e entrega de um trabalho de alta qualidade,
  • Prioriza a precisão, a estabilidade e as suposições desafiadoras,
  • É descrito como cuidadoso, cauteloso, sistemático e diplomático;
  • Valorizam a qualidade e a precisão;
  • Tem dificuldades de receber críticas e medo de estar errado;
  • Tem maior tendência ao isolamento visto que gosta de criticar e analisar tudo de forma excessiva.

As metas do perfil C:

  • Ter procedimentos certos e objetivos;
  • Sentir estabilidade e confiança
  • Adquirir conhecimento e experiência;
  • Crescimento pessoal e profissional.

O perfil C tem mais dificuldade de:

  • Delegar tarefas;
  • Lidar com novas ideias;
  • Aceitar críticas relacionadas ao seu trabalho;
  • Participar de eventos sociais e celebrações;
  • Tomar decisões de forma rápida e objetiva.

 

Como se comunicar com o perfil C: Ao conversar com esse perfil, é importante que você se concentre em fatos e sempre com muitos detalhes. Evite conversas com linguagem emocional. O estilo de conversa com esse perfil deve ser direcionado a dados e não a pessoas.

Padrão Disc Classic: pensador, objetivo perfeccionista, praticante.

Estilo de liderança: resoluto, deliberado e humilde.

Como funciona o teste DiSC e quais suas aplicações?

É importante deixar claro que o teste não tem resultado positivo ou negativo, ele simplesmente indica qual é o perfil e padrão comportamental do indivíduo. Cabe ao avaliador do teste a interpretar os resultados e identificar, por exemplo se o candidato tem ou não o fit comportamental adequado para o cargo que está sendo preenchido.

O teste DiSC funciona de maneira bem direta, questionando sobre quais das palavras ou frases melhor definem o comportamento do indivíduo. O objetivo é que o profissional responda sempre de forma rápida, natural e sem pensar muito a respeito.

São oferecidas sempre 4 possibilidades distintas de comportamento fundamentado em aspectos psicológicos. Cada palavra ou frase vai formando o perfil comportamental da pessoa. Normalmente a característica comportamental é repetida entre 15 a 30 vezes em diferentes formatos de contexto.

Vamos a um exemplo: as palavras “Atencioso, Competitivo, Controlado, Convincente” se encaixam nos 4 diferentes perfis do DiSC. Ao longo do teste, palavras novas como “Planejado, Seguro, Instintivo e Tímido” também identificam os diferentes perfis. Conforme o profissional for confirmando as características que se encaixam no mesmo perfil, vai criando o seu perfil dominante.

Veja agora algumas aplicações da metodologia DiSC:

Autoconhecimento

Os testes DiSC são ferramentas de autoconhecimento para os profissionais, o que acaba sendo uma ótima vantagem para as empresas também. Ao final do teste, o indivíduo recebe um relatório com o seu estilo comportamental, suas tendências de comportamento, necessidades, tipo de ambiente que se sente confortável, dificuldades e estratégias para driblar os pontos fracos. Esse ponto é fundamental para um melhor desenvolvimento profissional e pessoal, além de melhorar o relacionamento e comunicação entre os membros da equipe.

Conhecer melhor a equipe

Muitas pessoas até pouco tempo atrás eram contratadas basicamente pelos conhecimentos e habilidades técnicas, sem levar em consideração o perfil comportamental. Por isso, muitas empresas não conhecem de fato quais são os tipos de perfis comportamentais trabalham para eles.

O segredo aqui é que através do perfil comportamental é possível formar equipes de alta performance, escolhendo os perfis que irão trabalhar diretamente e indiretamente. Por exemplo, ter um colaborador com perfil C – Conformidade liderando um colaborador I – influência, pode gerar alguns conflitos. Saber sobre cada perfil ajuda não só os gerentes a lidarem com os conflitos, mas também os próprios funcionários.

Se há a consciência de qual perfil cada um tem e quais são as melhores formas de lidar com aqueles perfis, é mais fácil criar empatia e compreender os motivos pelas quais cada um age e pensa de forma diferenciada. Não estamos dizendo aqui que se deve demitir pessoas com perfis diferentes, muito pelo contrário, a metodologia DiSC é poderosa para oferecer auto conhecimento aos colaboradores e líderes para encontrar formas de performarem da melhor forma, cada um no seu estilo.

Além disso, quando se conhece melhor a equipe em que se trabalha, é possível criar estratégias mais assertivas quando o assunto é gerenciamento de conflito, motivação, produtividade e comunicação.

Identificação das necessidades de desenvolvimento pessoal e de equipe

Ter o conhecimento do perfil dominante faz com que nos conhecemos melhor. Mas, ao mesmo tempo, oferece oportunidades de desenvolver as habilidades que temos mais dificuldades. Podemos utilizar a metodologia DiSc para identificar as necessidades de desenvolvimento individual e também da equipe.

Quem tem perfil dominante S, por exemplo, tem dificuldades de lidar com mudanças. Saber disso vale ouro, pois é possível buscar conhecimento e formas para melhor gerir as mudanças de diferentes níveis e iniciar o percurso para se tornar um profissional e uma pessoa cada vez mais evoluída.

Formar melhores líderes

Um bom líder não trata todos seus liderados de forma igual. Um bom líder tem autoconhecimento e conhecimento do perfil de cada um dos seus liderados e se adapta ao estilo de comunicação, compreensão e comportamento de cada um.

Os testes DiSC ajudam pessoas a se tornarem melhores líderes entendendo o seu tipo de liderança e o perfil comportamental dos seus liderados.

Recrutamento e seleção

Quando os perfis dos atuais colaboradores são identificados, fica mais fácil criar um planejamento de quais perfis devem ser incluídos dentro das equipes através das vagas em aberto. A área de recrutamento e seleção tem papel fundamental na formação de equipes de alta performance. Saber qual perfil de candidato que se está buscando é conduzir um processo de seleção que considere não só os conhecimentos técnicos e formação, mas também o perfil comportamental, é o caminho certo para o sucesso em termos de resultados, lucratividade, engajamento e felicidade corporativa.

Se você está achando que essa tarefa é custosa e demorada, nós temos uma ótima notícia. Já existem softwares que utilizam tecnologia como inteligência de dados e algoritmos para ranquear quais os candidatos que possuem maior aderência técnica e comportamental para a vaga que você quer preencher. Para saber mais detalhes e ver na prática o funcionamento desta ferramenta, conheça o Taqe e agende uma demonstração gratuita.

O que são os testes 4 personalidades DISC

A metodologia oficial oferece dois tipos de testes: Everything DiSC e DiSC Classic. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada uma.

Everything DiSC

Esse é um teste online que leva 20 minutos para ser feito e inclui em média 80 questionamentos. As respostas são em escalas de “Discordo fortemente, discordo, sou neutro, concordo e concordo fortemente” e o respondente deve escolher apenas uma resposta para cada frase.

Ao final, é indicado um perfil dominante com o relatório completo com informações sobre os pontos fortes e fracos deste perfil. Vale ressaltar que todos temos um perfil dominante, o que não exclui a possibilidade de também termos características de outros perfis que não se apresentam como dominantes no resultado da metodologia DiSC.

Há diferentes tipos de Everything DiSC que estão disponíveis para o uso das empresas:

  • Everything DiSC Workplace – que usa dados de avaliação individuais para fornecer informações sobre as prioridades e preferências do local de trabalho.
  • Everything DiSC Productive Conflict - desenvolvido para melhorar a autoconsciência sobre comportamentos de conflito. Não se trata de resolução de conflitos, mas de ajudar a conter pensamentos e comportamentos destrutivos, para que o conflito se torne mais produtivo, melhorando os resultados e os relacionamentos no local de trabalho.
  • Everything DiSC Work of Leaders - fornece um processo simples que ajuda os líderes a obter resultados reais. O programa melhora a autoconsciência em áreas-chave que ajudarão a pessoa a obter melhores resultados como líder.
  • Everything DiSC Management - usa dados de avaliação individuais para informações sobre as prioridades e preferências de gerenciamento.
  • Everything DiSC Sales Profile - usa dados de avaliação individuais para informações sobre as prioridades e preferências de vendas.

 

DiSC Classic

Essa ferramenta se baseia no princípio de escolha forçada. Funciona da seguinte forma: serão mostradas 28 grupos com 4 palavras cada um. A cada grupo, o participante é forçado a escolher a palavra que mais se encaixa com o perfil ele, em sua própria opinião. Ao final deste teste, o indivíduo terá analisado 112 palavras e escolhido 28. As suas escolhas que definirão o perfil dominante do respondente.

Teste adaptativo

Há outra opção de avaliação levando em consideração os 4 perfis DiSC, que é a o teste adaptativo computadorizado. Neste caso, o sistema apresenta novas perguntas de acordo com a respostas anteriores. Isso faz com que as pessoas recebam mais ou menos perguntas e uma ordem diferenciada, pois toda nova pergunta leva em consideração as respostas já dadas. Em um estudo, descobriu-se que essa metodologia tem 32% mais precisão do que o teste DiSC Classic, que trabalha com uma escolha forçada de resposta.

As opções de escolha são “concordo plenamente, concordo e sou neutro” para os perfis do Everything DiSC. Para a opção do DiSC Classic, o usuário deve responder qual palavra que o descreve mais e qual o descreve menos.

É possível acessar um modelo de relatório de cada um dos formatos que citamos acima. O material está em inglês e pode ser acessado aqui.

Conclusão

Já não há dúvidas que o perfil comportamental tem papel extremamente importante para a gestão de equipes, comunicação interna e engajamento corporativo. Olhe para dentro da sua equipe, identifique os perfis existentes e faça um estudo de quais perfis melhor se encaixam em diferentes posições. Desenvolva uma entrevista semiestruturada baseada nos resultados de testes DiSC, ofereça autoconhecimento e ajude os candidatos e colaboradores a desenvolverem habilidades focadas em seus pontos fracos.

A área de Recrutamento e Seleção pode dar o ponta pé inicial para essa estratégia de sucesso. Conheça quem você está contratando para usufruir ao máximo das habilidades e pontos fortes deste profissional, além de oferecer um plano coerente de desenvolvimento. Invista em tecnologia na área de R&S, contrate através do match perfeito levando em consideração perfil comportamental e conhecimentos técnicos. Conheça o Taqe e agende uma demonstração gratuita.

 

Topics: Recursos Humanos, Gestão de pessoas

Nova call to action

Conteúdo exclusivo sobre RH! Inscreva-se:

Últimos Posts