Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Quais ações podem diminuir o turnover nos setores essenciais?

Marcelo Marcondes - Atração de Candidatos

O termo turnover é o nome dado para definir o índice de rotatividade que acontece nas empresas. Ele é obtido através do percentual de funcionários desligados num certo período. 

Toda empresa tem turnover. Inclusive, é até saudável renovar processos internos, o que implica na entrada e saída de profissionais. No entanto, índices altos podem indicar graves problemas internos, trazendo consequências para o desempenho da equipe e para o financeiro do negócio como um todo.

Sabemos que os setores essenciais têm dificuldade em manter índices baixos de turnover, principalmente no atual momento de pandemia. Neste artigo, vamos abordar os motivos que levam ao aumento do turnover e como reduzir esse índice nos setores essenciais, sobretudo em supermercados, logísticas e áreas da saúde. Acompanhe!

Entenda a situação atual do turnover nos setores essenciais

O turnover nos setores essenciais tem uma tendência a atingir índices mais altos do que em outras áreas de mercado. No entanto, no atual contexto pandêmico, esses dados aumentaram — o que nos levou a tratar do assunto neste artigo.

De acordo com a ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados), metade dos gestores e presidentes do setor supermercadista afirmam que enfrentam dificuldades em contratar profissionais qualificados para a área.

Outro dado interessante é na área de limpeza. Em entrevista à Revista Higiplus, o gerente do Grupo GPS disse que a pandemia trouxe ainda mais impacto para o turnover, pois, além da rotatividade usual do setor, o novo cenário aumentou o medo e a falta de parâmetros para a gestão.

 

De acordo com um estudo divulgado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), 47,3% dos trabalhadores essenciais estão sofrendo sintomas de ansiedade e depressão devido à pandemia. Além disso, mais da metade está tendo crises de ansiedade e depressão ao mesmo tempo.

Esses dados comprovam o aumento do turnover na crise atual, mas também reforçam a necessidade de se adotar medidas que reduzam esses índices. Afinal, estamos falando de um setor essencial para o funcionamento e abastecimento de toda a população.

Descubra por que ocorre turnover nos setores essenciais

Para lidar com o turnover é preciso conhecer a origem do problema, a fim de criar medidas corretivas e preventivas. Listamos abaixo os principais motivos do aumento da rotatividade nos setores essenciais. Veja! 

Recrutamento e seleção ineficiente

Um processo seletivo bem feito e alinhado com a cultura organizacional é super importante para encontrar o profissional ideal. Com isso, os índices de rotatividade tendem a diminuir, já que as expectativas do candidato estão alinhadas com a expectativa da organização. 

No caso do processo seletivo de setores essenciais, é ainda mais importante ter um processo que entenda as necessidades do setor, bem como as dificuldades para atrair candidatos, além dos motivos que podem levar o processo seletivo a não ter o resultado esperado.

Condições de trabalho inadequadas

Trabalhar em locais que tendem a expor o funcionário a riscos ambientais já é um fator estressante. Na pandemia, esse desconforto ficou ainda maior. Além de ter medo de se contaminar, o trabalhador também quer evitar a contaminação de seus familiares. Por isso, caso se sinta inseguro no local de trabalho, certamente pedirá demissão.

Além disso, outro problema grave das condições inadequadas no ambiente de trabalho é favorecer o afastamento do trabalhador. Afinal, a falta de medidas de saúde e segurança do trabalho pode ocasionar acidentes e doenças do trabalho. Alguns exemplos são a falta de EPI (equipamento de proteção individual) e EPC (equipamento de proteção coletiva), ritmo excessivo e jornadas prolongadas.

Dificuldade em encontrar bons profissionais

Podemos definir um bom profissional como um candidato qualificado para o cargo. Ou seja, aquele que detém as competências técnicas e comportamentais essenciais para lidar com as rotinas, bem como administrar imprevistos e resolver problemas complexos (ainda que seja algo inédito para a sua realidade).

Encontrar candidatos qualificados é uma ótima maneira de reduzir o turnover. Isso acontece porque o funcionário já tem as competências necessárias e está aberto a desenvolver novas habilidades, aumentando a produtividade e a qualidade do trabalho. Além do mais, um bom candidato tem o fit cultural da empresa, aumentando as chances de adaptação com a cultura organizacional.

Falta de preparo para lidar com a pandemia

É evidente que a crise do coronavírus pegou todos de surpresa, afinal, ninguém sabia ao certo o que iria acontecer nos meses seguintes. Portanto, é natural que as empresas, sobretudo de setores essenciais, tenham tido dificuldade em administrar o aumento súbito da demanda, ao mesmo tempo que lidavam com a crise de mão de obra.

No entanto, hoje já existe orientação no mercado para adequar os protocolos de segurança, criar medidas preventivas no ambiente de trabalho e mapear novos riscos, como transtornos emocionais, por exemplo. Se a sua organização ainda não se preparou, pode perder grandes talentos para a concorrência.

Aumento do número de afastamentos

O índice de absenteísmo também aumentou com a pandemia. Considerando que muitos profissionais tiveram que se afastar devido a problemas relacionados a Covid-19, ainda que indiretamente, não podemos desconsiderar que esse afastamento, também, pode afetar a rotatividade. Afinal, em alguns casos, é preciso substituir rapidamente o funcionário.

Com os setores essenciais, isso é ainda mais preocupante, pois existe uma necessidade emergente para suprir a população. Com a pandemia, muitas empresas tiveram que equilibrar os processos operacionais e produtivos com o aumento de afastamentos do quadro de funcionários.  

Falta de planos de carreira

O plano de carreira é uma estratégia valiosa para motivar os colaboradores. Por meio de metas e objetivos relacionados ao cargo, o funcionário é incentivado a melhorar sua performance desenvolvendo novas habilidades e resultados. Por consequência, isso reflete na capacidade da empresa de lidar com o momento atual e melhorar seu diferencial competitivo.

No entanto, vemos poucas empresas de setores essenciais com um plano de carreira consistente. Numa área com pouca abertura para a automatização operacional, ao contrário da indústria, por exemplo, essa desmotivação tende a deixar os funcionários sobrecarregados e sem perspectivas de futuro, aumentando o turnover.

Remuneração baixa

A remuneração exerce uma forte influência sobre a atração e retenção de talentos. Ela diz respeito ao conjunto de salário e benefícios oferecidos pela empresa, incluindo elementos que são obrigatórios por lei ou não. Por exemplo, as bonificações por produtividade, em geral, não são obrigatórias. No entanto, quando oferecidas e somadas ao salário, o montante total se torna a remuneração do colaborador.

Acontece que muitas empresas decidem oferecer somente o salário mínimo previsto em convenção coletiva e os benefícios obrigatórios, como insalubridade e adicional noturno. Essa falta de atratividade com a remuneração torna outras vagas mais atrativas, o que eleva o turnover. Inclusive, em pessoas de classe social C e D, é comum haver essa troca de emprego com variáveis aparentemente baixas, mas que fazem grande diferença para o orçamento familiar.

Não cuidar dos funcionários

O cuidado dos profissionais essenciais também exerce forte influência para aumentar a retenção e diminuir a rotatividade. A saúde tem uma relação direta com a produtividade e o engajamento do funcionário, pois, uma vez que ele tem suas necessidades atendidas, tende a se envolver ainda mais com a causa da empresa e entregar bons resultados.

A saúde aqui entra num contexto amplo, envolvendo saúde física, mental e social. Num contexto pandêmico, os cuidados com os profissionais essenciais devem ser redobrados para evitar quaisquer tipo de contaminação, além de fornecer apoio emocional e novas formas de interação com os colegas, mantendo o isolamento social.

Conflitos interpessoais

Um conflito interpessoal no ambiente de trabalho é uma divergência entre dois ou mais colegas, seja entre pares ou entre líderes e liderados. Esse é outro problema interno grave que pode aumentar a intensidade de entrada e saída de pessoal, tanto por pedido de desligamento quanto por demissão (já que muitos colaboradores são demitidos por seu gestor direto).

Existem vários motivos que podem levar a conflitos internos, por exemplo:

  • incapacidade de atingir metas impostas pelo gestor;
  • diferença de geração e personalidade;
  • tensão em busca da melhoria do desempenho;
  • problemas pessoais e familiares.

Além do turnover, esse tipo de conflito pode comprometer o bom funcionamento do local, impactando na maneira como o cliente é atendimento, no tempo de resposta do atendimento e na atenção dada ao cliente.

Veja 4 práticas para diminuir o turnover de setores essenciais

Agora que você já sabe como o turnover acontece nos setores essenciais, vamos falar como reduzir esses índices e aumentar a taxa de retenção dos funcionários. Confira as dicas abaixo!

1. Entenda a realidade de cada trabalhador

Além da aflição trazida pelas notícias sobre a Covid-19, muitos desses funcionários estão enfrentando outros problemas, como administrar aulas online com os filhos, cuidar de pais idosos e lidar com casos próximos de internação e óbito.

É importante entender que cada funcionário tem uma percepção diferente sobre um determinado contexto. Agora, mais do que nunca, é preciso olhar cada caso com muito cuidado, empatia e gentileza.

2. Crie um canal de comunicação direto

Com o isolamento social necessário, os funcionários precisam de outras alternativas para interagir entre si, além de ficar a par de quaisquer mudanças no ambiente de trabalho. Por isso, repense o canal de comunicação.

Ter um meio de comunicação é primordial para manter os laços afetivos. Além de alinhar a comunicação, você também ouve o que os funcionários têm a dizer sobre a rotina do trabalho, como conversar sobre mudanças na escala de trabalho ou receber novas orientações.

3. Faça pesquisas de clima organizacional

O clima organizacional é o principal indicativo de que algo não vai bem no ambiente de trabalho. Por isso, você não pode negligenciá-lo. Ele mostra a percepção que os funcionários estão tendo da empresa e como isso tem afetado seu desempenho e produtividade.

Nesse momento de pandemia, é importante reduzir o espaço de tempo com que as pesquisas de clima organizacional são aplicadas. Crie maneiras de responder os questionários de forma prática e rápida, incentivando a participação de todos.

4. Estimule o engajamento com os protocolos de segurança

O protocolo de segurança para evitar a contaminação por Covid-19 pode ser desgastante em alguns momentos. Porém, é necessário e garante resultados a curto, médio e longo prazo. É importante explicar essa importância aos funcionários e estimulá-los a cumpri-los rigorosamente.

Além disso, vale a pena adotar medidas de acolhimento psicossocial dentro da empresa, uma vez que os profissionais essenciais estão mais desgastados psicologicamente. Uma ótima dica é disponibilizar atendimento psicológico, que pode ser individual ou em grupo.

Saiba qual é o papel do processo seletivo na redução do turnover

A primeira medida de redução do turnover deve ser adequar o processo seletivo. Quanto mais alinhado às necessidades do cargo e à cultura organizacional, maiores são as chances de aumentar a retenção do colaborador. Afinal, ele tende a se identificar com os valores e os costumes da empresa, além de possuir as competências necessárias.

Nesse sentido, o primeiro passo é criar o perfil do candidato ideal, com características semelhantes aos funcionários de alta performance da empresa. Depois, investir na automatização de currículos ajuda a selecionar os melhores candidatos por meio de filtros. Por fim, aplicar testes de lógica, português, personalidade e conhecimentos específicos pode diferenciar um bom candidato do melhor naquele momento.

Imagina ter tudo isso numa única plataforma? Com o Taqe, além de todas essas soluções, você também pode incluir outros critérios importantes para o processo seletivo da sua empresa, como a geolocalização. É a maneira mais efetiva de aumentar a assertividade no processo seletivo com o match do candidato.

Fazendo um bom processo seletivo, você consegue reduzir as taxas de turnover. Então, experimente o Taqe e descubra quem são os melhores candidatos para sua empresa!

Topics: Gestão de pessoas

Nova call to action