Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Como definir o perfil do colaborador ideal e qual a sua relevância para o processo seletivo?

Ana Maria Correa

Encontrar o profissional certo no processo seletivo nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, é importante traçar o perfil do colaborador ideal, considerando os atributos mais importantes nessa contratação. 

Esse conceito cria uma espécie de avatar, ou personagem fictício, de como seria o candidato ideal para ser contratado. Com isso, fica mais fácil selecionar aqueles que se adaptam aos desafios e responsabilidades do cargo, além da cultura organizacional.

Se você sente dificuldades em encontrar um candidato que atenda às expectativas da empresa, neste artigo vamos explicar a importância de criar esse perfil e como você pode fazê-lo. Continue a leitura para descobrir!

O que é o perfil do colaborador ideal?

O perfil do colaborador ideal é aquele que replica as características de um funcionário considerado um modelo a ser seguido. Ele mapeia capacidades, competências e atributos e os transforma num conjunto de particularidades que o candidato ideal deve ter para ingressar no time.

Em recrutamento e seleção, o mais comum é que o perfil do candidato seja construído com base no perfil profissional e nas competências, fazendo um levantamento das características que mais se aproximam de um candidato ideal. 

No entanto, o que temos visto é que, se você montar esse perfil com informações dos colaboradores considerados de alta performance, as chances de acertar na contratação são bem maiores. 

Por que o perfil ideal influencia no processo seletivo?

Fazer uma contratação assertiva é o desejo de todo recrutador. Porém, mesmo planejando minuciosamente todas as etapas do processo seletivo, nem sempre isso acontece. Ao traçar o perfil ideal de um candidato, utilizando como base as características mais importantes de um bom colaborador, as chances de sucesso tendem a ser maiores.

Entenda melhor como isso acontece!

Funciona como a base para atração de talentos

A maneira como a marca empregadora comunica o processo seletivo no mercado de trabalho diz muito sobre a qualidade dos candidatos. Quando uma vaga é atrativa e se relaciona com as expectativas do candidato, certamente ele se sente impulsionado a participar do processo (ainda que já esteja empregado). Portanto, podemos dizer que é o pontapé para o início de toda estratégia de recrutamento e seleção.

Neste sentido, ao compor o perfil do colaborador ideal, você consegue comunicar as características da vaga e da empresa contratante com bastante clareza. Isso ajuda no uso da linguagem, nos canais de divulgação e até nas ferramentas e técnicas aplicadas durante a seleção.

Ajuda na orientação do plano estratégico

Ter um plano estratégico é uma prática fundamental para contratar profissionais qualificados. É preciso arquitetar toda a estrutura da vaga e entender melhor as necessidades da empresa para definir critérios e métodos utilizados. Sendo assim, um perfil bem definido funciona como um norte para todas as etapas posteriores.

Ao longo da jornada do candidato, o interessado pode desistir no meio do caminho caso não se identifique com o processo por algum motivo, ou caso as etapas não estejam claras.

Definindo o perfil do candidato com base no colaborador ideal, você consegue se conectar com o profissional em todas as fases, guiando-o até o fundo do funil.

Garante o fit cultural do candidato no processo seletivo

Fit cultural é o alinhamento da personalidade, competências, valores e habilidades do indivíduo com a missão, cultura e propósito da empresa. Quando você utiliza o fit cultural como fator decisivo no processo seletivo, é mais provável que o candidato se adapte à empresa e vice-versa.

O principal elemento para analisar o fit cultural do candidato é através do mapeamento de perfil. Portanto, o perfil do colaborador ideal entra aqui como um indicador-chave que mostra quais são as chances de o candidato se integrar facilmente à organização e apresentar os resultados esperados do processo seletivo.

Como definir o perfil de colaborador ideal?

O perfil do colaborador ideal é composto por informações reais do perfil dentro da empresa que você pretende replicar. Alguém que demonstra uma excelente performance no time, é engajada com o negócio e se sente motivada com o clima organizacional.

Veja, a seguir, quais informações você deve obter para compor esse perfil!

Competências técnicas

As competências técnicas dizem respeito aos conhecimentos, habilidades e atitudes relacionados ao cargo. Esses atributos podem ser adquiridos de diversas formas, como durante a experiência profissional anterior, vivência acadêmica, cursos profissionalizantes e muitos outros. 

Alguns exemplos podem ser domínio de um software ou resolução de um problema do dia a dia da profissão.

No perfil do colaborador ideal, é importante entender características que são importantes dentro da equipe e que podem fazer diferença no desempenho do cargo. Além disso, é essencial selecionar aquelas que são de fato relevantes, deixando de exigir hard skills que, apesar de interessantes, não fazem diferença no contexto da equipe, tampouco no da empresa.

Habilidades comportamentais

As habilidades comportamentais são representadas por práticas que o colaborador tem usualmente e que fazem diferença na performance da equipe. Elas são importantes para apontar o tipo de comportamento que você espera que o novo colaborador também tenha, tanto para interagir no ambiente de trabalho quanto para lidar com os desafios do cargo.

São habilidades desenvolvidas pela pessoa ao longo da vida, de acordo com sua experiência pessoal, suas ideologias e sua personalidade. Isso significa que não é fácil ensinar uma habilidade comportamental ao novo colaborador; portanto, é uma característica essencial para validar a compatibilidade ainda no processo seletivo.

Alguns exemplos de habilidades comportamentais são criatividade, argumentação e liderança.

Mapeamento de cultura

O mapeamento de cultura reflete as características que tornam o colaborador compatível com a cultura organizacional. Primeiro, é preciso entender quais elementos tornam a cultura da empresa efetiva. Depois, é a hora de identificar os indicativos no perfil do colaborador que combina com os atributos identificados.

Esse alinhamento permite aumentar a produtividade dos colaboradores devido à satisfação profissional e ao engajamento que acontecem no ambiente de trabalho. Além do mais, você consegue reduzir o turnover, diminuir os conflitos e desenvolver uma equipe altamente eficiente de acordo com as necessidades competitivas da empresa.

Como criar o perfil de um colaborador modelo?

Já sabemos como é importante definir o perfil do candidato baseado no colaborador ideal. Mas como criar esse modelo? Confira, a seguir, o que é necessário para fazer essa construção da melhor forma.

Identifique qual perfil do funcionário você deseja replicar

Saiba bem como fazer a escolha do colaborador que será usado como modelo. Ele precisa de ter todos os atributos que a empresa considera essenciais em um excelente profissional, além do desejo de replicar as mesmas características para os próximos funcionários. Por isso é tão importante fazer essa escolha com cuidado.

Evite tomar essa decisão sem uma análise objetiva, como acontece por achismos ou preferências pessoais, por exemplo. Uma boa sugestão é investir na avaliação de desempenho e em assessments que podem ajudar a validar a compatibilidade da cultura. Afinal, todo o processo seletivo será construído com base nessas características, então é preciso validá-las.

Colete as informações para compor o perfil

Depois de definir quem será o colaborador modelo, é hora de coletar os dados. A forma mais segura de fazer isso é por meio de testes que possam obter as informações técnicas, comportamentais e culturais para compor o perfil ideal. 

Portanto, escolha testes capazes de identificar essas características. Alguns exemplos podem ser:

  • testes de personalidade;
  • testes de lógica;
  • testes de português e matemática;
  • testes de conhecimentos específicos da área;
  • e muitos outros.

Conte com o Taqe para criar o perfil do colaborador modelo

Se você quer automatizar a criação do perfil ideal, baseado no colaborador modelo, a plataforma do Taqe pode ajudar. Nela, você já conta com todos os testes necessários para fazer o mapeamento dentro da plataforma. Basta pedir ao colaborador escolhido que acesse o software e responda aos questionários.

Além do mais, a plataforma conta com o teste de personalidade na metodologia MBTI, que tem 16 personalidades em diferentes combinações. Você ganha agilidade, praticidade e aumenta suas chances de assertividade na composição do perfil.

Agora que você já entende a importância do perfil ideal e a relevância de relacioná-lo com um colaborador modelo, não deixe de incluí-lo no seu processo seletivo. E conte com o Taqe para fazer essa definição. Assim, você tem profissionais mais alinhados com a cultura organizacional e aumenta a eficiência da sua contratação.

Que tal experimentar nossa plataforma? Agende uma demonstração com um de nossos especialistas!

Topics: Recrutamento e seleção, Processo Seletivo

Nova call to action