Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Employer Branding x Recruitment Marketing: qual a diferença?

Marcelo Marcondes
Sigam me:

Índice

Na tentativa de promover melhores contratações em menos tempo, as corporações buscam cada vez mais por ferramentas e estratégias capazes de ajudar os recrutadores. Entre elas, estão o Employer Branding e o Recruitment Marketing.

Esses dois conceitos, por tratarem de uma construção de imagem, são comumente confundidos. Entender a diferença entre os dois facilita a aplicação de um método realmente eficaz de atração de talentos para a sua empresa.

Quer entender melhor o assunto? Então, continue a leitura!

O que é Employer Branding?

O Employer Branding é um componente chave para chamar a atenção dos melhores talentos. Quando a marca empregadora é bem definida, a organização tem condições de encontrar os profissionais certos, engajá-los e contratá-los.

Em um mercado de trabalho extremamente competitivo, contar com um forte Employer Branding faz com que as empresa dê um passo à frente da concorrência.

Podemos definir Employer Branding como a imagem que os funcionários atuais e em potencial têm da corporação como empregadora. Esse termo fala de como a organização trata seus empregados e candidatos à uma vaga, as condições de trabalho, as possibilidades de crescimento, a remuneração, o clima organizacional etc.

Quando esse conceito é trabalhado corretamente, o mercado tem uma visão positiva do que é estar na organização. Os profissionais vêem o local como uma ótima opção para desenvolver sua carreira, passando a disputar a oportunidade de trabalhar no local. Assim, a empresa consegue atrair as pessoas mais qualificadas, aumentando as possibilidades de contar com equipes capazes de trazer qualidade, inovação e alta performance.

Conheça alguns exemplos de Employer Branding

O conceito de Employer Branding logo tornou-se um dos tópicos mais populares e discutidos dentro da atração de talentos, graças à dificuldade crescente de contratar pessoas realmente qualificadas e engajadas. Os desafios nesse sentido são tão grandes que resultaram em uma “guerra por talentos”, que pode ser observada em organizações de diversos setores no mundo todo.

Como um bom exemplo de empresa brasileira que sabe trabalhar o Employer Branding, podemos citar a Natura Cosméticos, que oferece diversos benefícios, preocupa-se com a inclusão e a diversidade e oferece até mesmo um berçário para os filhos das funcionárias, com alimentação balanceada e orgânica.

Outra empresa muito conhecida pelo sucesso da sua marca empregadora é a gigante de tecnologia Google, que possui salas de jogos para descompressão, flexibilidade de horário e tempo para que os funcionários dediquem-se a projetos paralelos.

O que é Recruitment Marketing (Marketing de Recrutamento)?

O Recruitment Marketing diz respeito à atração de talentos por meio de um marketing direcionado. Seu principal objetivo é fazer com que as pessoas candidatem-se às vagas da empresa, sendo assim a primeira fase dentro de um processo de recrutamento e seleção.

Esse trabalho pode ser simplificado com o uso de um software de automação do funil de seleção. Com o uso dessa ferramenta, é possível construir um relacionamento com os candidatos, enviando mensagens específicas e agendando o envio de emails para que os profissionais possam acompanhar a abertura de novas oportunidades e colocarem-se à disposição para as que julgarem mais interessantes.

Quais são os benefícios do Recruitment Marketing?

O Recruitment Marketing traz diversos benefícios para a empresa, contribuindo para uma seleção mais ágil e precisa. Entenda melhor cada uma das vantagens que essa prática oferece.

Acelera o time to hire

O time to hire ― tempo necessário para atração e contratação de talentos ― em algumas empresas e cargos pode ser bem alto, chegando a assustadores 3 meses. Com o Recruitment Marketing, é possível reduzir essa métrica, com foco na experiência do candidato ao oferecer interação e comunicação constantes. Isso é possível com o uso de chatbots e tecnologias mobile-friendly.

Melhora as buscas

Para executar o Recruitment Marketing, o RH precisa entender seu público-alvo, que no caso são os profissionais que deseja atrair e contratar.

Sabendo de suas características, é possível fazer anúncios mais diretos, com informações e linguagem que sejam interessantes para essas pessoas. Esses anúncios devem trazer também os benefícios e atender as expectativas dos profissionais, vendendo a empresa como um bom lugar para trabalhar.

Com tal aplicação, é possível atrair o perfil de candidato ideal, habilitado a progredir no funil de seleção.

Aumenta o engajamento

Uma campanha de Recruitment Marketing bem feita é capaz de engajar os profissionais, provocando neles um desejo real de ser contratado pela empresa. 

Para entender melhor como é trabalhar para a organização, essas pessoas podem procurar os funcionários atuais para saberem exatamente como é estar ali, as atividades e a qualidade dos relacionamentos internos.

Justamente pela facilidade de comunicação, é muito importante que o Employer Branding esteja bem estruturado e seja fiel à realidade. Com esse contato, os empregados e candidatos já começam a estabelecer ligações, que podem melhorar ainda mais o clima organizacional caso estes últimos sejam contratados.

Permite um investimento mais inteligente

Quando os anúncios de vagas são redigidos e estruturados corretamente, eles atingem o público-alvo com maior rapidez e eficiência. Isso faz com que o investimento nesse processo seja otimizado, evitando a participação de pessoas no processo seletivo que têm pouca aderência ao perfil desejado.

Nova call to action

Quais são as diferenças entre Employer Branding (EB) e Recruitment Marketing (RM)?

Embora sejam estratégias para resolver o mesmo problema ― colocar a empresa em situações mais favoráveis frente à “guerra por talentos”, o Employer Branding e o Recruitment Marketing guardam diferenças entre si.

Posicionamento x promoção

O Employer Branding busca fixar a empresa como uma marca empregadora forte, colocando-a em posição de destaque no mercado e consolidando-a como um bom local para se trabalhar, com foco no Employee Value Proposition.

Por outro lado, o Recruitment Marketing é baseado na promoção do Employer Branding, criando conteúdos interessantes voltados para um recrutamento engajado e compartilhando esse conteúdo por redes sociais, campanhas de email, feiras de empregos e profissões etc.

O Employer Branding vem primeiro, o Recruitment Marketing depois

Para que as estratégias de divulgação da companhia como empregadora funcionem, é preciso primeiro construir um Employer Branding robusto. O Recruitment Marketing é trabalhado depois, em torno da marca empregadora.

Afinal, antes de promover essa marca, é essencial que ela seja bem consistente e consolidada. Caso isso não ocorra, a estratégia traz o efeito contrário e a empresa passa uma imagem negativa e pouco profissional.

O Recruitment Marketing pode ser expandido, mas o Employer Branding deve permanecer o mesmo

O Recruitment Marketing deve passar por adaptações constantes, a fim de se adequar à realidade do mercado e suas novas tendências. Especialistas em recrutamento constantemente surgem com novas estratégias, canais de comunicação e conteúdos ― o uso de vídeos para divulgar vagas e reforçar a marca empregadora é um excelente exemplo. Afinal, surpreender o público-alvo é essencial em um trabalho de divulgação.

Por outro lado, o Employer Branding deve ser mais consistente e constante. Ele deve se basear na missão e nos valores da organização. É o compromisso a longo prazo que faz com que a corporação seja vista pelos profissionais como uma boa alternativa para a construção de carreira.

Claro que o Employer Branding pode sofrer ajustes, afinal, o mercado de trabalho muda ao passar do tempo. No entanto, a mensagem deve ser contínua e passar confiança aos colaboradores e candidatos.

Quais são as ferramentas necessárias para trabalhar o Recruitment Marketing?

Para realizar o Recruitment Marketing, o Recursos Humanos precisa de ferramentas que otimizem a divulgação de vagas, melhorem a atração dos talentos e automatizem os processos.

Por meio da solução do Taqe, é possível divulgar vagas de maneira objetiva, mostrando exatamente as competências necessárias, os conhecimentos técnicos e as habilidades emocionais.

O aplicativo traz diversos testes que já atuam como filtro de seleção, separando os candidatos que atendem as necessidades da empresa e montando um banco de talentos. Esse banco facilita os próximos recrutamentos, ajuda a organizar o processo e passa uma imagem mais positiva aos participantes.

Além disso, a linguagem modernizada que encontramos no aplicativo atua como um veículo de marketing para a empresa, realizando a comunicação de maneira divertida e ajudando no engajamento.

A comunicação com os candidatos é automatizada, trazendo um dos elementos-chave da prática do Recruitment Marketing. Isso ajuda a promover um maior envolvimento do candidato e mantê-lo atualizado sobre o andamento do processo seletivo.

Agora que você já sabe como o Recruitment Marketing se diferencia do Employer Branding, vale a pena pensar em como acrescentar esses elementos para melhorar o processo seletivo. Quer realmente instituir estratégias na sua empresa para vencer a “guerra por talentos” ? Venha conhecer a solução do Taqe e saiba na prática como podemos otimizar o seu recrutamento e seleção!

 

Topics: Atração, Indicadores, Recursos Humanos, Recrutamento e seleção, Gestão de pessoas

Nova call to action

Conteúdo exclusivo sobre RH! Inscreva-se:

Últimos Posts