Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Como resolver os principais problemas de um processo seletivo

Marcelo Marcondes - Atração de Candidatos

Você já identificou os problemas e gargalos do seu atual processo seletivo? Não ter uma visão geral da jornada que o candidato percorre e da forma como os processos seletivos são conduzidos é muito arriscado, pois você pode estar perdendo oportunidades de crescimento, tempo e dinheiro. Segundo a Você RH, erros nos processos seletivos estão presentes em 74% das empresas brasileiras.

Hoje vamos falar sobre quais são os principais erros em um processo seletivo, como resolvê-los e quais os benefícios que você desfrutará quando tudo estiver alinhado, automatizado e utilizando a tecnologia de inteligência de dados. Vamos nessa?

Identificamos problemas quando mensuramos os resultados

Uma das primeiras perguntas que os profissionais de RH fazem quando o assunto é identificação de problemas e gargalos no processo seletivo é: como eu os identifico? A resposta é simples: é necessário mensurar os resultados.

A experiência do profissional pode ajudar a olhar em direção ao problema, mas somente os dados darão a resposta correta. Você já ouviu falar sobre a expressão “visão do helicóptero”? Imagine que você esteja sobrevoando o seu processo seletivo e, lá de cima, olhando de fora, você conseguirá ter uma visão geral de todas as etapas. Com os resultados mensurados em mãos, enxergará onde estão os principais problemas e gargalos deste time. Dessa forma, fica mais fácil você tomar decisões para resolver esses problemas.

Se você acha que mensurar os resultados é custoso e complicado, você está enganado. Graças à tecnologia disponível e aplicada no RH, podemos implementar inovação, digitalização e automatização nos processos. Na área do Recrutamento e Seleção, isso é chamado de ATS – Applicant Tracking System. Esse sistema coletará os dados que você deseja de forma simples e, através de poucos cliques você terá os relatórios em suas mãos. Parece mágica, mas é tecnologia!

Quais problemas são possíveis identificar e como solucioná-los

Para você entender melhor os problemas que podem estar acontecendo agora mesmo no seu processo seletivo, nós vamos não apenas listá-los, mas também apresentar como eles podem ser resolvidos através do uso de uma plataforma inteligente de recrutamento.

Poucos profissionais se candidatam às vagas

Qual empresa nunca passou por isso, não é mesmo? Há inúmeros fatores que podem causar uma baixa atração dos candidatos às vagas. As principais são:

  • A divulgação das vagas não está sendo efetiva;
  • A descrição da vaga é muito detalhada ou muito vaga, fazendo com que os profissionais sintam que não pertencem à vaga ou que são muito qualificados;
  • O processo de candidatura é longo e complicado;
  • A empresa possui uma marca empregadora fraca.

Ao utilizar um ATS para gerenciar esse problema, você contará com integrações para atrair os candidatos nos maiores portais de emprego, como, por exemplo, Indeed, Jooble e Google for Jobs.

Além disso, nós te ajudaremos através das melhores práticas a descrever as vagas de forma atrativa, detalhada na medida certa e focada no tipo de candidato que você busca.

Você já ouviu falar de gamificação? Ela se utiliza dos elementos de jogos em um contexto não relacionado a eles, por exemplo, dentro das organizações ou em salas de aula. É uma metodologia de sucesso quando o assunto é engajar e atrair pessoas. Se você quer saber mais sobre esse assunto, nós já escrevemos um conteúdo bem completo sobre isso, confira aqui.

O TAQE utiliza a gamificação para coletar dados importantes dos candidatos ao longo da jornada de candidatura. Os profissionais sentem que estão jogando um jogo enquanto fornecem as informações relevantes para a criação da identidade profissional dele na plataforma.

A seleção de currículos é demorada

O Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking em tempo de contratação. De acordo com o estudo da Glassdoor, o nosso país leva em média 39,6 dias para preencher uma vaga em aberto. O país mais eficiente é a Índia, com 16,1 dias. A média mundial é de 22,9 dias.

Quando não se tem um processo digitalizado e padronizado de candidatura, a seleção de currículos se torna longa, ineficiente e cansativa. Imagina receber currículos que não seguem um padrão e precisar analisar e selecionar manualmente os melhores candidatos? Isso sem considerar que os critérios de seleção da vaga muitas vezes acabam ficando de lado, oferecendo mais chances de a contratação não ter sucesso.

O ATS oferece a padronização da candidatura, onde cada candidato fornece as mesmas informações, tornando a seleção de currículos um dos processos mais rápidos do processo seletivo.

Isso tudo porque a tecnologia consegue, através da inteligência de dados, cruzar os dados dos candidatos com os critérios de seleção da vaga. Você acreditaria se a gente te contasse que, em menos de 1 minuto a plataforma te apresenta um ranking com os melhores candidatos para aquela vaga? Você saberá qual é a percentagem de match, enxergando quais os critérios que o candidato se encaixa ou não.

Na hora da publicação da vaga, o profissional escolhe quais os critérios de seleção que são primários ou desclassificatórios e quais são os secundários. Os critérios de seleção podem ser:

  • Fit Cultural e Personalidade;
  • Experiência e Formação;
  • Resultados dos testes de português, redação, lógica e inglês;
  • Formação;
  • Vídeo Entrevista;
  • Geolocalização;
  • Dados Demográficos.

Com esses critérios definidos, basta você dar alguns cliques no mouse e ter uma lista com os candidatos mais aderentes à vaga e aos critérios de seleção.

Os candidatos ficam sem resposta

Não é necessário procurar muito no LinkedIn para encontrar posts de profissionais apontando a falta de respostas por parte da empresa durante os processos seletivos. É importante nos colocarmos no lugar dessas pessoas que buscam emprego. Vale lembrar que um emprego pode mudar a vida deles.

Eles investem tempo se candidatando, fazendo testes e entrevistas. O mínimo que os recrutadores devem fazer é oferecer um feedback. Quando a empresa não organiza um processo de feedback, acaba machucando o fortalecimento da marca empregadora. Lembre-se, o candidato sempre vai se lembrar da forma como a empresa o fez sentir. E, quando não há nenhum retorno da empresa, ele se sente rejeitado e acaba relacionando esse sentimento com a empresa. Esse é o caminho que não queremos trilhar, não é mesmo?

Então, vamos para a notícia boa: utilizando uma plataforma inteligente de recrutamento, você pode criar feedbacks para cada etapa do processo seletivo. No início do processo, na seleção de currículos, por exemplo, você pode criar uma resposta de retorno padronizada. Porém, na medida que o processo avança, é interessante você dar um feedback personalizado, oferecendo oportunidades de melhoria para cada profissional. Acredite, cada um dos candidatos vai lembrar disso sempre que ele ver ou pensar na sua marca.

O tempo de contratação é muito longo

Demorar para contratar custa caro. Você sabia que um estudo indicou que, nos Estados Unidos, por exemplo, a cada dia que uma vaga fica em aberto, a empresa perde em torno de U$500? Por isso, quanto mais tempo a empresa demora para contratar, mais dinheiro ela perde.

Mesmo quando a empresa tem um time de recrutamento organizado e eficiente, é desafiador manter um KPI de time to fill bom quando muitos dos processos não são digitalizados ou automatizados.

Nós temos 3 resultados incríveis de clientes do TAQE para exemplificar o quanto a nossa plataforma é eficiente quando o assunto é tempo de contratação.

  • A Sequoia Logística reduziu em 5x o tempo de preenchimento de novas vagas.
  • Já a Callink, em 3 semanas contratou 393 pessoas. Dessas 246 foram apenas nos primeiros 8 dias.
  • A Coca-Cola Femsa, que já tem uma marca empregadora muito forte no mercado, recebeu 42.500 inscrições nos processos. Entre esses candidatos, 331 realizaram uma dinâmica em grupo e 77 foram contratados para 12 diferentes vagas em aberto. Tudo isso aconteceu em apenas 40 dias.

Esses são apenas três cases de sucesso que tivemos ao lado dos nossos clientes. Estamos juntos revolucionando a forma de contratar!

Triagem baseada apenas nos currículos

Isso é, definitivamente, o recrutamento do passado. O currículo continua sendo um documento importante, mas ele já não é mais suficiente na hora da triagem de candidatos. Hoje a inteligência emocional e os soft skills também têm um peso muito grande na hora da contratação.

Uma plataforma inteligente de recrutamento pode ser utilizada como ferramenta para aplicar testes para fazer a triagem dos candidatos. Esses testes podem ser sobre diversos assuntos como, por exemplo: identificar a personalidade, analisar o fit cultural, teste de português, inglês, redação, entre outros.

Com esses testes feitos, pode-se cruzar os resultados com as informações básicas de currículo, como formação, por exemplo. E então, a identidade profissional do candidato estará completa. A nossa plataforma de recrutamento cria como se fosse um perfil do “LinkedIn” do candidato. 

Neste perfil contém todas as informações relevantes sobre o candidato e os resultados dos testes realizados. O time de recrutamento também tem condições de analisar o porquê o candidato é mais ou menos aderente à vaga, ou seja, em quais critérios de seleção ele não se encaixou.

Não contar com um banco de talentos qualificados

Imagine que, a cada vaga em aberto, você precise começar do zero o seu processo de recrutamento. É um desperdício de tempo e de energia daqueles que executam essas tarefas sem contar com a ajuda da tecnologia. O banco de talentos é uma das soluções mais preciosas que o time de recrutamento pode ter.

Ele funciona da seguinte forma: os candidatos que já passaram pela jornada de candidatura gamificada na sua empresa, realizaram os testes e têm o perfil profissional completo – lembra que falamos há pouco sobre aquele perfil tipo do LinkedIn? -, esses candidatos ficam armazenados em um banco de talentos. Dessa forma, a cada vaga que o time abre, personalizando os critérios de seleção, eles podem, de forma prática e rápida, cruzar essa vaga com o banco de talentos.

E pronto, você terá na sua frente o ranking com os candidatos mais aderentes à vaga, levando em consideração todos os critérios de seleção. Dessa forma, você economiza tempo e continua realizando contratações assertivas, principalmente para os cargos de entrada.

Um só solução com tudo que o seu recrutamento precisa

A plataforma de recrutamento inteligente é a melhor solução do mercado hoje para resolver os problemas do processo seletivo. Unir tecnologia, gamificação, inteligência de dados e automatização traz agilidade, eficiência e assertividade a todo o processo de recrutamento e seleção.

Além disso, a sua empresa estará também investindo no fortalecimento da marca empregadora, dado que a jornada de candidatura oferece uma experiência aos candidatos, do início ao fim do processo.

O TAQE é uma plataforma de recrutamento que oferece tudo isso e muito mais. Isso porque você ainda acompanhará os principais indicadores do processo de recrutamento e seleção online através do nosso dashboard.

O TAQE tem um design atrativo, intuitivo e organizado. Venha conhecer nossa plataforma e saiba tudo que ela pode oferecer para o seu time de Recrutamento e Seleção. Nós oferecemos uma demonstração gratuita para tirar todas as suas dúvidas. Experimente o TAQE hoje mesmo!

Topics: Atração, Recrutamento e seleção, Processo Seletivo

Nova call to action