Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Colaboradores remotos: como mantê-los engajados?

Marcelo Marcondes
Sigam me:

O formato de trabalho está passando por mudanças, muitas delas possíveis pelo avanço da tecnologia. Quem antigamente imaginou que poderia ter a chance de trabalhar remotamente, sem precisar enfrentar trânsito diário? A Randstad publicou que 70% dos brasileiros têm vontade de trabalhar remotamente, mas, segundo o Ibope Conecta, 53% deles ainda não fazem o tão desejado home office.

Entretanto os números vêm mostrando forte tendência de crescimento quando o assunto é trabalho remoto dentro das organizações. O relatório mais recente publicado pela UpWork, Future Workforce Report 2018, mostra que entre 2015 e 2018, houve um crescimento desta modalidade de trabalho. Até o final de 2018, 63% das equipes possuía pelo menos um integrante que realizava atividades à distância de forma regular.

O que preocupa é que o mesmo relatório divulgou que 57% das empresas não desenvolveram políticas e regras internas para que essa modalidade de trabalho seja executada. As empresas têm enfrentado vários desafios relacionados ao trabalho remoto, como por exemplo, realizar a gestão de presença do profissional, manter a transparência das relações profissionais e engajar os funcionários remotos.

O trabalho remoto está modificando até a forma como os profissionais encaram as vagas abertas atualmente. De acordo com o Ibope Conecta, 90% dos candidatos veem o ambiente de trabalho moderno e a possibilidade de fazer home-office como um dos fatores decisivos na análise das propostas de emprego. O trabalho remoto chegou para ficar e o grande desafio das empresas é o de encontrar formas de manter o engajamento dos colaboradores que trabalham fora do escritório. Como quebrar a barreira da presença física e manter todos alinhados e motivados rumo aos objetivos da empresa?

Já tem se falado sobre os pontos que devem ser levados em consideração dentro de uma organização para que o engajamento seja criado e mantido entre os profissionais que fazem home-office.

Conheça quais são esses pontos e quais as formas que as empresas têm ultrapassado essas barreiras.

Nova call to action

É preciso se sentir parte da equipe

A distância dificulta o sentimento de pertencimento a um grupo. Uma das soluções está na tecnologia. A Ambev, por exemplo, utiliza um aplicativo que, através de técnicas de gamificação, tem como objetivo não só fazer com que os colaboradores remotos se sintam parte da equipe, mas também os ajudem melhorar a qualidade de vida.

O app propõe uma competição saudável entre os membros da equipe e o resultado é a execução de uma ação social. Os colaboradores formam times e, cada um da sua localidade, vai conquistando pontos através do registro de boa alimentação, prática de atividade física e horas de sono. A ferramenta gera engajamento ao mesmo tempo que incentivam os colaboradores a cuidarem da saúde.

Informação alinhada independe da presença física

É preciso se manter atualizado sobre assuntos importantes do mercado e da área em que a empresa atua. Uma das ações que podemos citar como exemplo é a UNJ em Minutos, que é um evento interno criado pela Unidade de Justiça da Softplan. Essa ação interna traz informações através de comunicados oficiais, bate-papos com especialistas da área e apresenta pilares da cultura da empresa de forma descontraída, leve e com a utilização de vídeos.

As edições desses eventos registram altos índices de engajamentos dos colaboradores, cerca de 70% dos funcionários participam não só como ouvintes, mas também podem sugerir pautas a serem abordadas e participarem de forma ativa através de comentários nos vídeos ao vivo que são transmitidos durante a UNJ em Minutos.

Comunicação interna com ingrediente para o engajamento

A tecnologia entra novamente como solução para esse ponto que é tão importante. Sem comunicação interna, não há engajamento. A startup catarinense Feedz, já percebendo a necessidade de uma comunicação eficiente entre times que trabalham de forma remota, desenvolveu uma plataforma de gestão ágil e estratégica de pessoas.

Um dos cases de sucesso deles é um cliente que possui 1.200 funcionários, todos trabalhando de forma remota e se comunicando através da plataforma. A ferramenta possibilita a aproximação das pessoas e o fácil entendimento do que está acontecendo em diferentes áreas da empresa. Além disso, o RH consegue, através da plataforma, realizar o gerenciamento estratégico, comunicar objetivos dos times e garantir o alinhamento de todos os profissionais, estejam eles dentro ou fora da sede física.

Capacitação para todos

O treinamento presencial é necessário em alguns aprendizados, mas é a capacitação remota vem conquistando espaço não só pela necessidade, mas também pela flexibilidade que essa modalidade de ensino oferece. Uma das referências do mercado e-learning, a empresa DOT digital, oferece ambientes de aprendizados para colaboradores remotos e não remotos e possibilitam não o conhecimento, mas também a troca de informação, dúvidas e ideias através da própria ferramenta.

Quem não quer desenvolver habilidades e estar alinhado com as novas tendências do mercado, não é mesmo? Oferecer a capacitação é uma forma de gerenciar talentos e manter o engajamento de pessoas e de equipes sempre em níveis satisfatórios.

 

Fonte: https://www.mundorh.com.br/como-engajar-colaboradores-remotos/

Topics: Gestão de pessoas

Nova call to action

Conteúdo exclusivo sobre RH! Inscreva-se:

Últimos Posts