Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Desafios de recrutamento e seleção dos setores essenciais

Ana Maria Correa

A mesma pandemia que gera altas taxas de desemprego gera também inúmeras oportunidades. Essa afirmação fica bastante clara quando observamos que, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a taxa média de desemprego no Brasil foi de 13,9% no quarto trimestre de 2020. Entretanto, ao mesmo tempo, o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgou que o número de vagas de empregos formais aumentou. Em fevereiro de 2021 foram abertas 40,2 milhões de vagas, contra 39,08 milhões no mesmo período em 2020.

Mas como e por que isso aconteceu? De onde vêm essas vagas? Nós te explicamos.

A “culpa” é dos setores essenciais

De acordo com o World Meters, até o início do mês de maio de 2021, mais de 15 milhões de brasileiros testaram positivo para o Covid-19. Centenas de milhares dessas pessoas trabalham no setor de serviços essenciais, ou seja, aquelas áreas que não podem parar, mesmo diante de uma pandemia mundial. Esses funcionários são afastados, e as empresas se veem diante da necessidade de contratar de forma rápida para conseguir atender às demandas.

Portanto, o setor de serviços essenciais tem grande responsabilidade no aumento dessas vagas. Além da necessidade de repor rapidamente a mão de obra afastada, indo na contramão da crise, o setor essencial apresentou crescimento acelerado. Entre os serviços essenciais, podemos citar:

  • Delivery;
  • Logística;
  • E-commerce;
  • Farmácias;
  • Laboratórios de análises clínicas;
  • Supermercados e varejo alimentício em geral.

Recrutamento e seleção dos setores essenciais

Para abordarmos esse assunto, usaremos o setor de supermercados como exemplo.

Os supermercados precisam responder a uma alta de demanda sem precedentes que afeta todo o ecossistema. Além dos inúmeros desfalques nas equipes por testarem positivo para a Covid-19 ou por serem do grupo de risco, o setor precisou, de forma rápida e pouco planejada, migrar parte da operação para canais digitais.

Mesmo com as portas abertas durante a pandemia, os mercados precisaram fortalecer as operações do e-commerce - ou do chamado e-grocery -  e de distribuição. Vimos a tendência de compras online e entregas a domicílio crescer de forma acentuada. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (AbComm), compras em supermercados online aumentaram 180% em 2020.

Conforme esse mercado se move por meio da recuperação em direção à era pós-pandemia, algumas das estratégias que as grandes organizações do ramo estão colocando em prática são:

  • Sustentação da força de trabalho para garantir decisões rápidas e impactantes;
  • Realinhamento das operações de pessoal para as prioridades de negócios e força de trabalho mais urgentes. Agilidade e eficiência são palavras de ordem.

Vendo o outro lado da moeda, encontramos o Brasil ocupando o primeiro lugar no ranking de maior tempo de contratação. Segundo estudo da Glassdor, o nosso país leva em média 39,6 dias para preencher uma vaga em aberto. A média mundial é de 22,9 dias. O país mais eficiente é a Índia, com 16,1 dias.

O mundo pede urgência, estratégia e velocidade. E quem oferece isso aos negócios são as pessoas. Você pode estar se perguntando agora sobre as tecnologias. Sim, elas também contribuem para que os negócios sejam mais estratégicos e velozes.

Entretanto, a tecnologia por si só não traz resultado. Ela precisa de pessoas para pensarem em como e onde a tecnologia deve ser implementada para de fato trazer resultados. Por isso, o foco no recrutamento e gestão de pessoas vem ganhando tanta força nesses últimos anos.

Como estão as atuais demandas por contratação

A estimativa é que 57% dos profissionais brasileiros buscarão um novo trabalho em 2021. Ao mesmo tempo, 50% dos empregadores acreditam que encontrar um profissional qualificado será mais difícil em 2021, em comparação a 2020.

A boa notícia é que grande parte da força de trabalho que o setor operacional dos supermercados precisa não é altamente qualificada, ou seja, são consideradas vagas de entrada ou operacionais. Esse tipo de contratação pode ser agilizado em até 400% com o uso de tecnologias. Iremos falar mais sobre elas ao longo deste post.

Já as empresas de varejo que tiveram que modificar as estratégias e transferir as operações para o ambiente online necessitam de profissionais com competências como Vendas, Atendimento ao Cliente, Marketing e Merchandising.

O número de carteiras assinadas em São Paulo no setor de supermercados em 2020 foi de 39,8 mil, o melhor resultado desde 2014. Quando comparamos esses números com o ano de 2019, temos um crescimento de 46,5%, sendo a Associação Paulista de Supermercados (APAS).

Desafios do R&S para setores essenciais

Junto com grandes oportunidades, vêm grandes desafios. E na área de Recrutamento e Seleção para os setores essenciais não é diferente. Conheça agora quais são esses desafios e as soluções que você, como profissional da área, pode começar a implementar para contratar com mais qualidade e eficiência.

1. Atração e Retenção de Talentos

Você sabia que o setor de varejo é o que tem o maior índice de rotatividade do Brasil? Em uma escala de pontuação de 0 a 10 para medir a rotatividade, enquanto a média nacional é de 3,79, o varejo atinge 6,17.

Você como profissional de RH sabe que alta rotatividade não é uma boa notícia, visto que a necessidade constante de treinar mão de obra tem um custo muito mais elevado do que investir em ações internas para garantir a satisfação dos funcionários.

Uma das estratégias de retenção de talentos mais eficiente se inicia lá no processo de atração. Nessa etapa, é importante identificar os profissionais que atendem aos requisitos da vaga, mas sem deixar de avaliar se eles também estão alinhados à cultura organizacional do negócio.

As empresas estão entendendo que investir em marketing de recrutamento e plataformas que oferecem uma experiência na jornada de contratação não só ajudam a encontrar os melhores talentos para a vaga, como também aumentam o fortalecimento da marca e a retenção destes profissionais.

Os setores essenciais devem reformular o formato de atração de talentos, bem como a jornada de contratação. As plataformas inteligentes de recrutamento e seleção já estão disponíveis, facilitando todas as etapas de contratação, oferecendo qualidade e eficiência para os times de RH, enquanto entregam uma verdadeira experiência em toda a jornada que o candidato deve percorrer, desde a candidatura até o momento da contratação.

2. Filtrar e ranquear os melhores talentos no menor tempo possível

A contratação voltada aos cargos de entrada ou operacionais tendem a receber muitas candidaturas. O problema surge quando o gerente de contratação se vê diante de inúmeros currículos, sem conseguir filtrar e identificar os melhores talentos conforme os critérios de seleção. Esse problema reflete lá na frente, quando a empresa não consegue reter os talentos, pois fez uma escolha inadequada na hora de contratar.

Hoje já é possível usufruir da tecnologia de inteligência de dados para filtrar rapidamente as candidaturas de acordo com os critérios de cada vaga em aberto. Cada posição pode ter filtros personalizados, tornando o processo de contratação muito mais rápido com a garantia de que os melhores talentos estão sendo escolhidos naquele momento.

3. Treinamento e engajamento de talentos

O treinamento deve ser uma ação de prevenção. Ou seja, para que a sua equipe esteja preparada quando as necessidades surgirem e para que o conhecimento seja revertido em bons resultados o tempo todo e não apenas em momentos de crise.

O profissional que se torna altamente capacitado entrega maior valor para a empresa. O erro que muitas empresas cometem é, pelo medo de capacitar e posteriormente perder o candidato para os concorrentes, acaba não investimento na capacitação. Entretanto, essa decisão faz com que a equipe nunca se especialize e, muitas vezes, a empresa acaba deixando de aproveitar grandes oportunidades de negócio.

Entretanto, esse problema já tem solução. Não se pode garantir que 100% dos funcionários que foram capacitados internamente se manterão na empresa, porém as chances aumentam quando a cultura da empresa é focada no engajamento e satisfação.

Não estamos aqui falando apenas de ações diferentes como dar folga no dia do aniversário. O engajamento e satisfação vão muito além. Hoje, mais relevante do que promover ações internas divertidas ou diferentes é a empresa ter uma comunicação clara, na qual os líderes expressam suas expectativas, suas métricas de resultado e canais de apoio para o funcionário.

Ou seja, veja isso como um conjunto e não apenas como campanhas esporádicas. A receita pede uma contratação focada em critérios de seleção e perfil comportamental, bem como o foco em engajamento e satisfação dos funcionários (comunicação clara e transparente, cultura organizacional, salários adequados, plano de carreira e benefícios atraentes e ações diferenciadas).

4. Gerenciamento dos KPIs de recrutamento e seleção

Não podemos mensurar o que não estamos medindo. Diante da rotina intensa dos recrutadores, muitas vezes não se encontra tempo para mensurar os resultados.

Para exemplificar, todos sabemos o quanto a agilidade de contratação é importante para os setores essenciais. Mas quantos recrutadores de fato sabem o time de fill e o time to hire de cada vaga?

 E como podemos melhorar os indicadores de desempenho se nem ao menos sabemos os atuais números? A resposta é simples: através da tecnologia.

Conheça a seguir mais detalhes de como uma plataforma inteligente de recrutamento e seleção pode ajudar o seu time a ser mais ágil e eficiente, ao mesmo tempo que consegue medir os indicadores de seleção.

TAQE: uma solução que aumenta a agilidade de contratação

Não há mais espaço para processos manuais e ineficientes na hora de contratar. É necessário oferecer ao RH total controle dos processos internos. Para isso, a tecnologia e os sistemas de automação são a solução para automatizar processos e transformar o alto volume de dados em informações que gerem valor.

A solução TAQE é uma plataforma inteligente de Recrutamento e Seleção que une tecnologia e ferramentas ágeis e eficazes que ajudam a otimizar o tempo de recrutamento enquanto aumentam a qualidade das contratações. O TAQE agiliza em até 400% o processo seletivo, reduz em 80% o tempo de triagem e reduz em até 5x o tempo de contratação.

Imagine que a jornada de atração e seleção da sua empresa será transformada em um jogo no qual os candidatos, através da gamificação, fornecerão dados relevantes para o processo seletivo enquanto se divertem durante os passos de candidatura. Além das competências técnicas, será identificado também o perfil comportamental de cada candidato.

No momento que a empresa cadastra a vaga em aberto, ela escolhe os critérios de seleção para a vaga. Depois, é só deixar que a inteligência de dados e os algoritmos trabalhem para você, fazendo o match entre os candidatos e os critérios da vaga.

Os critérios de seleção podem ser baseados nos seguintes filtros através do TAQE:

  • Fit Cultural;
  • Personalidade;
  • Atenção Concentrada;
  • Experiência;
  • Língua Portuguesa;
  • Lógica;
  • Inglês;
  • Formação;
  • Redação On-line;
  • Vídeo Entrevista;
  • Geolocalização;
  • Dados Demográficos.

Utilizando a solução TAQE, o time de RH também conta com um dashboard que oferece dados para medir a eficiência do recrutamento e da equipe. Os KPIs de recrutamento nunca ficaram tão fáceis de serem medidos.

Contrate melhor e em menos tempo profissionais para setores essenciais através da plataforma TAQE. Agende uma demonstração gratuita e veja na prática como aumentar a eficiência e qualidade do seu processo seletivo.

 

Topics: Recrutamento e seleção

Nova call to action