Agende uma Demo >

O Maior Hub de RH do Brasil | Taqe

Nova call to action

Employer branding: como o propósito conecta as pessoas

Marcelo Marcondes - Atração de Candidatos

Uma marca forte no mercado está diretamente ligada à capacidade de encantar e engajar pessoas.

A sociedade está exigindo cada vez mais das empresas: entrega de valor, definição de propósito, impacto social, entre outros tantos pontos que devem estar no plano estratégico. A reputação da marca é assunto sério, importante e decisivo para o sucesso da organização. As empresas já estão maduras suficientes para entender que não são somente estratégias externas que levam ao sucesso, mas sim, a combinação com o “olhar para dentro”, para os funcionários, os verdadeiros embaixadores da marca.

Marca empregadora em primeiro lugar

O termo marca empregadora está em pauta há alguns anos e é impossível falar dele sem mencionar propósito da empresa e dos colaboradores, conexão e felicidade.

Os três fatores que o profissional leva em conta na hora de escolher o empregador são:

  1. As funções do trabalho;
  2. A remuneração;
  3. A reputação da organização.

Neste assunto também entra o que chamamos de salário emocional. Ele faz parte desta equação na hora desta escolha tão importante na vida do funcionário. O salário emocional envolve a capacidade da empresa promover felicidade e transformar vidas. A sua é capaz de fazer isso?

A marca empregadora deve ser coerente com a identidade da organização e transmitir os seus valores e a sua cultura, de maneira genuína e transparente. Além disso, os funcionários precisam perceber que o manifesto está claro e é realmente verdadeiro.

Funcionários também são clientes

Você sabe quando terá mais chances de ter clientes felizes? Quando seus funcionários estão felizes. Parece óbvio, não é mesmo? Mas demorou alguns anos para os negócios perceberem isso.

Os funcionários precisam estar tão engajados com a sua empresa quanto os seus clientes. Quando se encanta o time interno, essa felicidade reverbera para fora e transcende a organização, impactando diretamente na percepção da marca. Quer alguns exemplos de quem faz isso bem? Então, veja o Nubank faz isso e acesse também nosso post com 10 cases e exemplos para aplicar Employer Branding no seu RH.

Os primeiros passos são os mais importantes

O pensar estratégico começa com a análise de toda a jornada do colaborador. Isso inclui desde o momento que ele se aplica para uma vaga, passando pelas entrevistas e testes, onboarding e vai até o momento de ligação final, com uma entrevista de demissão, por exemplo. A personalização é um elemento-chave para criar emoção e momentos singulares de felicidade. Você já conhece o termo WOW? É quando uma empresa faz algo não esperado – tanto para funcionários quanto para clientes – e eles pensam: “WOW, o que foi isso?”. São esses pequenos momentos que vão desenvolvendo e fortalecendo a marca empregadora.

Não basta existir, devemos ter um porquê

Por meio de ações contínuas, frequentes e coerentes deve-se focar em fortalecer os vínculos. Um elemento vital é a identificação com o propósito. Uma organização precisa ter um propósito claro, uma razão de ser, e as suas pessoas precisam estar conectados a esse propósito.

O LinkedIn aponta que antes da candidatura a uma vaga, 75% das pessoas buscam mais dados sobre a empresa e vão além das informações que estão divulgados no processo seletivo. Além disso, foi constatado também que os candidatos confiam três vezes mais nos funcionários da companhia do que no empregador (empresa e recrutadores) para fornecer informações sobre o trabalho. Cada vez mais, o colaborador tem um papel fundamental em como a companhia é percebida pelo mercado.

As estratégias internas para o uso de mídias sociais

A estimulação de conteúdo orgânico na rede em que a marca empregadora é citada é uma das estratégias mais fortes em que a empresa pode focar. Para isso, é necessário criar ações internas compartilháveis. Ou seja, que o seu funcionário terá orgulho de compartilhar que é um funcionário desta empresa.

Outra forma bastante eficiente é se fazer presente nas principais mídias sociais com contas comerciais. O objetivo é de se comunicar com os mais distintos públicos, para construir um ambiente diverso. As ferramentas digitais permitem ampliar horizontes e desenvolver estratégias que vão além de gerar valor para o negócio.

Foque em mostrar quem são as pessoas que constroem e fazem parte da identidade da sua empresa. Não importa qual é o ramo que a sua empresa atua, nós temos certeza que o caminho do sucesso inclui encantamento humano, atuação com alma, geração de impacto positivo e transformação para deixar um legado neste mundo.

Nunca é tarde para começar. Que tal darmos os primeiros passos hoje?

https://www.mundorh.com.br/employer-branding-conectando-pessoas-por-meio-de-proposito/



Nova call to action